terça-feira, 29 de julho de 2014

O Forte Guerreiro

0 comentários

"Mas o Senhor está comigo, como um forte guerreiro! Portanto, aqueles que me perseguem tropeçarão e não prevalecerão. O seu fracasso lhes trará completa vergonha; a sua desonra jamais será esquecida." (Jeremias 20.11)

O profeta Jeremias passava por momentos de muita dificuldade. Por conta de sua obediência em profetizar a ira de Deus sobre as autoridades e o povo de Israel, foi colocado preso ao tronco pelo sacerdote Pasur.

Justo o homem que deveria ouvir a Deus e se unir a Jeremias na pregação de chamamento ao arrependimento era aquele que o estava prendendo!

Quantas vezes na vida não passamos por injustiças assim?
Estamos fazendo o que é correto, obedecendo a Deus e seguindo o que é bom, porém pessoas e circunstâncias se levantam em oposição!

Tantas vezes são pessoas que nunca esperaríamos que assim fizessem ou então, obstáculos que acreditávamos não poderem surgir!

É normal sentir certo abatimento diante deste cenário e Jeremias também se entristeceu!
No entanto, em meio a este cenário relativamente injusto e de tribulação, ele decidiu firmar-se em Deus!

Temos conosco o Senhor, forte guerreiro!

Será que você consegue ter em mente o que isso significa?

Este forte guerreiro NUNCA perdeu uma batalha; em Suas mãos, estão todo o domínio e poder; nEle encontramos a perfeita justiça; nada pode abalá-lo, confrontá-lo ou vencê-lo!

E Ele está conosco! 

Podemos descansar no fato de que Ele fará justiça! Basta se abrigar em Seus braços!

Não foi prometido que ao seguir a Deus, passaríamos por este mundo sem problemas e dificuldades...Pelo contrário!
Jesus diz claramente: "...No mundo, tereis aflições..."
Mas Ele completa a frase: "...mas tende bom ânimo; eu venci o mundo!" (João 16.33)

O Forte Guerreiro venceu! E nos fará vitoriosos também, se permanecermos nele a despeito das tristezas, dificuldades e tribulações!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

O deus Vaidade

0 comentários

Rascunhos

A vaidade
É um buraco sem fundo
Que engole o mundo
Se assim o homem deixar

Não falo apenas do conceito de beleza
Mas da vaidade em sua inteireza:
O desejo de chamar a atenção
E a si mesmo exaltar

Tudo que é concedido a este deus
Dificilmente tornará a você
E o que ele retribui,
Não o satisfará

Apenas criará no coração
O combustível
Para outra onda de sacrifício
E esperança de retribuição

Em meio a todas essas oferendas
Surgirá sempre a contenda
E pouco contento
E quando se der conta, não haverá sentimento

Só distorção!
Da imagem, dos princípios, do coração!
Esse é o prêmio de buscar a vaidade:
Ao final, encontrar-se com ela mesma e abraçar o que é vão, de tremenda inutilidade.

"Vaidade de vaidades! - diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade." (Eclesiastes 1.2)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...