terça-feira, 25 de março de 2014

3 Motivos para Orar mais!


Ouça a ministração deste texto, clique aqui!

"Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração"
(Romanos 12.12)

A partir do versículo 9 deste capítulo, o apóstolo Paulo dá diversas orientações práticas.
Dentre essas, ele incentiva: perseverai na oração!

Perseverar na disciplina da oração é uma dificuldade enfrentada ao longo dos tempos por muitos cristãos, mas de maneira bastante intensa pela nossa geração! Temos dificuldade de orar!

Tantas coisas disputam nossa atenção; muitas prioridades, tão pouco tempo, além do receio de se “comportar mal” e não dizer as “palavras corretas”...
Essas e muitas outras situações se acumulam para nos afastar dessa prática.

Sabemos bem da importância da oração e não é o objetivo do texto ressaltar isso; quero te lembrar 3 motivos que devem nos levar a orar mais do que temos orado.

1. Preciso perseverar em oração, porque é desse modo que irei receber as respostas de Deus!

Em Lucas 18.1-8, Jesus compartilha conosco a parábola da viúva persistente, justamente para nos lembrar da importância de orar sempre e nunca desfalecer.

Havia em certa cidade um juiz que não respeitava nem a Deus e nem aos homens. Uma viúva chegou diante deste cumpridor da lei clamando por justiça contra um adversário. A princípio, o juiz não deu ouvidos às solicitações da mulher. Porém, ela não se deu por vencida: continuamente, clamava por justiça e aquele homem, vencido pelo cansaço, acabou julgando o caso daquela viúva.

Por tanto insistir, a viúva obteve solução por parte daquele mau juiz!

Semelhante a isso, acontece conosco! A diferença é que nós oramos a um bom Deus e Jesus diz que depressa Ele virá e fará justiça! (Lucas 18.8)

Em Daniel 9, o profeta Daniel clama a Deus pedindo perdão pelas atitudes de seu povo e a Bíblia diz nos versículos 21-23 que Daniel ainda falava em oração quando o anjo Gabriel chegou para trazer-lhe respostas.

Por meio dessas duas passagens, podemos entender que há um tipo de oração que Deus responde!
Em Daniel 9.2-3, vemos que ele clamou com base no entendimento que obteve das Escrituras:

"No primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, compreendi pelas Escrituras, conforme a palavra do Senhor dada ao profeta Jeremias, que a desolação de Jerusalém iria durar setenta anos.
Por isso me voltei para o Senhor Deus com orações e súplicas, em jejum, em pano de saco e coberto de cinza."

Em Lucas 18.3, a viúva clamava por justiça:

"Havia também, naquela mesma cidade, uma certa viúva, que ia ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário."

Ou seja, receberemos respostas de Deus perseverando em oração, quando clamamos por motivos justos, de acordo com a Palavra de Deus!

Em Tiago 4.3, o irmão do Senhor diz o seguinte: "Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites.”

Mas é certo que ao perseverarmos em oração, de acordo com a direção das promessas de Deus, receberemos resposta para o motivo de nosso clamor!

2. Preciso perseverar em oração, porque desse modo posso abençoar outras pessoas!

Tiago 5.16 diz que a oração do justo pode muito em seus efeitos! E nesse mesmo versículo, somos desafiados a orar uns pelos outros.

Por vezes, tão focados em nós mesmos, só oramos sobre nossos projetos, necessidades e interesses.

Deus nos desafia a interceder por aqueles que estão ao nosso redor; a nos compadecermos de suas dores, a comprarmos os seus sonhos e orarmos por isso também!

Através da sua vida e simples oração, Deus pode intervir para abençoar a vida daqueles que estão ao seu redor!

3. Preciso perseverar em oração, porque orar é estar na companhia de Deus.

Clemente de Alexandria, um dos pais da Igreja, que viveu entre o século II e III, disse essa frase: “Orar é estar na companhia de Deus”.

E se há um motivo pelo qual devemos perseverar em oração, é porque assim dialogamos com o Senhor e crescemos em nossa intimidade com Ele.

Muitos argumentam: “Deus sabe de tudo! Não preciso orar”.
E é fato! Ele realmente sabe! Mas somos nós que precisamos da oração.

Na oração, revelamos a dependência dEle; a fome pela Sua presença; alinhamos o coração à Sua vontade; confessamos os nossos erros e clamamos por perdão.

É por isso que o apóstolo Paulo exorta em I Tessalonicenses 5.17: “Orai sem cessar”

Não podemos ficar longe da companhia de nosso Pai!

Que esses simples motivos nos despertem e encorajem a assumir o compromisso de dedicar mais tempo à oração! Façamos desse momento um tempo nobre de comunhão com o nosso Deus, crendo que Ele nos ouve e responde!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, crítica ou sugestão! Ela é valiosa demais para ficar restrita somente a você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...