terça-feira, 8 de outubro de 2013

Lições de Jesus na Parábola dos Talentos

Mateus 25.14-30

A parábola dos Talentos tem ligação direta com a parábola das dez virgens que é contada no mesmo capítulo.  As duas expõem visões complementares do Reino dos Céus, assim como outras que também falam do mesmo tema.

O propósito de Jesus não era ser repetitivo, mas através dessas variadas estórias, construir um quadro que demonstrasse adequadamente a riqueza de detalhes desse Reino.

Qual é a visão do Reino dos Céus que podemos aprender com esse texto?

1. Somos servos de um Senhor

Não podemos esquecer a nossa posição em relação a Deus: somos servos de um Senhor! Também somos comparados a uma Noiva e o próprio Jesus nos chama de amigos ( João 15.15 ), mas é interessante que logo antes, Ele diz: “Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando” ( João 15.14 ).
Portanto, a nossa posição em relação a Deus é a de devedores de honra, reverência e temor obediente a Deus, assim como um servo dos tempos antigos tinha em relação ao seu senhor terreno.

Manter essa compreensão é extremamente importante, porque quando a perdemos, podemos entender que temos o direito de fazer exigências mesquinhas e egoístas a Deus como se Ele nos devesse algo, quando a verdade é que nós somos eternamente devedores pelo grande livramento que Ele nos proporcionou!

2. O Senhor nos confia recursos, de acordo com a nossa capacidade e para um propósito.

O senhor da parábola deu aos seus servos alguns talentos.
Talento era uma espécie de dinheiro existente na época e que hoje, segundo alguns estudiosos, equivaleria ( cada talento ) a R$ 60.000,00 .

O Nosso Senhor também nos confia uma série de recursos, não somente financeiros, mas também dons e habilidades!
Ele nos dá isso de acordo com a capacidade que temos de administrá-los eficazmente com o propósito de obter o maior fruto.

O que você tem à mão? Tenha certeza que se Deus te confiou, é porque você é capaz de utilizá-lo adequadamente.

Mas você tem feito isso?

O pouco que está à sua mão tem sido usado com sabedoria para a glória de Deus? Você tem se esforçado para dar o maior fruto?

3. No final, haverá uma prestação de contas

Após confiar os talentos, o senhor viaja e durante a sua ausência, dois servos negociam com os talentos e obtém lucro. Contudo, o outro servo apenas enterra o que lhe foi confiado.

Muito tempo depois , o senhor volta e faz um ajuste de contas com seus servos. Os dois primeiros se apresentam diante do senhor e exibem os ganhos.
Por conta disso, são recompensados.

Porém, o último servo relata que, por medo de eventuais consequências , enterrou o seu talento e só tinha ele para apresentar ao senhor.
Diante disso, o senhor recrimina este servo e dá o seu talento ao que tem mais.
Após isso, este servo é lançado nas trevas exteriores.

Isso prefigura o tribunal pelo qual passaremos no final dos tempos e julgará o galardão daqueles que amam a Deus (2 Coríntios 5.10) 
Deus nos retribuirá pelo esforço em utilizar os “talentos” que nos foram confiados para a Sua glória.

Porém, devemos ter uma nota de atenção em relação ao servo que não frutificou: mais do que enterrar o talento que lhe foi confiado, este tinha uma visão distorcida do seu senhor e isso lhe custou mais que o galardão; custou-lhe também a salvação. ( Mateus 25.24-25, 30)

Devemos cuidar para não ser achados entre esses que enterram seus recursos por medo, negligência ou qualquer outro motivo; mas acima de tudo, devemos zelar por manter uma visão correta do Nosso Senhor, aquele que nos ama e se ofereceu por nós, grande em bondade e misericórdia!

A parábola dos Talentos nos desafia a uma fé em ação! Como servos que aguardam o retorno de seu Senhor, temos de nos aplicar em utilizar os dons, habilidades e recursos que Deus tem nos concedido para glorificar o Seu nome.
Que diante de Jesus, não sejamos encontrados como aqueles que enterraram suas capacidades e dessa forma, negligenciaram sua fé, mas sim como os que frutificaram abundantemente e se alegrarão no Reino do Nosso Senhor.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, crítica ou sugestão! Ela é valiosa demais para ficar restrita somente a você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...