domingo, 10 de abril de 2011

Caráter ou Reputação: O que vale mais?

Se seguimos a Deus, temos um grande problema em nossa vida quando o valor da nossa reputação supera o valor do nosso caráter, quando o que parecemos ser vale mais do que, de fato, somos.
Especialmente porque o valor da nossa reputação é definido por homens, enquanto o valor do nosso caráter é estabelecido por Deus.

Samuel foi enganado em seu coração ao olhar Eliabe, filho de Jessé e disse: “Certamente, está perante o Senhor o Seu ungido!” (I Samuel 15.6).
Porém, o Senhor responde para Samuel: “Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como vê o homem. O homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (I Samuel 15.7).

Eliabe possuía uma boa imagem, o que garantiu diante de Samuel uma boa reputação. Porém, quando Deus sondou o seu caráter, o íntimo de seu coração, não encontrou nele alguém digno de ser rei de Israel.

Isso não pode acontecer conosco!
Jesus sempre se preocupou em nos ensinar a necessidade de cultivar um caráter agradável a Deus acima de tudo.
Em Mateus 6, durante o sermão do Monte, Jesus cita três exemplos onde somos incentivados a cultivar algo em oculto, que molde o nosso caráter mesmo em detrimento da reputação, que poderia ser muito beneficiada com o resultado desses comportamentos.

Jesus diz:

“Guardai-vos de praticar os vossos atos de justiça diante dos homens, para serdes vistos por eles. Se o fizerdes, não tereis galardão justo de vosso Pai que está nos céus...Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz à tua direita” (Mateus 6.1,3).

“E, quando orares; não sejas como os hipócritas, pois gostam de orar em pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e,fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto. E teu Pai, que vê secretamente, te recompensará.(Mateus 6.5-6).

“Quando jejuardes, não vos mostreis constristados como os hipócritas, pois desfiguram o rosto para parecer aos homens que jejuam... Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o roso para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que vê em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mateus 6.16-18).

Nós, seres humanos, temos uma tendência a nos preocupar em construir uma boa imagem perante os homens. O problema é que isso acabará por nos confrontar com verdades de Deus que teremos de desobedecer para agradar as pessoas.
Aí, cabe a você analisar o que vale mais: a opinião das pessoas a seu respeito ou a opinião de Deus?

A preocupação do Senhor é que criemos um caráter agradável a Ele, que tenhamos atitudes louváveis em nossas vidas sem a necessidade de recebermos aplausos das pessoas que estão ao nosso redor! Que busquemos agradá-Lo mesmo quando ninguém nos vê!
Se recebermos elogio das pessoas por fazer o que é agradável ao Senhor, glória a Deus!
Porém, o que importa é mantermos a fidelidade ao Senhor, além das aparências.

O caráter vale mais que a reputação. A aprovação de Deus é melhor do que a aprovação das pessoas. Mantenha-se fiel mesmo na obscuridade. Quando ninguém te vê, o Senhor conhece o Teu coração e quem você realmente é!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, crítica ou sugestão! Ela é valiosa demais para ficar restrita somente a você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...