segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Quando os meios tornam-se os Fins

1 comentários
O povo de Israel vivia um momento confuso nos dias do profeta Jeremias.

Era um povo que honrava a Deus com seus lábios, mas mantinha afastado o seu coração de uma verdadeira comunhão com Deus.

De tal modo que o próprio Deus desafia o profeta Jeremias: "Dai voltas às ruas de Jerusalém, e vede agora; e informai-vos, e buscai pelas suas praças, a ver se achais alguém, ou se há homem que pratique a justiça ou busque a verdade; e eu lhe perdoarei. E ainda que digam: Vive o SENHOR, de certo falsamente juram." ( Jeremias 5.1-2 )

Ou seja, o povo de Israel tinha adquirido uma superstição, um costume, uma religião e não possuía mais um relacionamento verdadeiro e íntimo com o Senhor! E isso se mostrava claramente nos comportamentos que aquele povo tinha.

Dentre as diversas características que denotavam a apostasia do povo de Israel, quero ressaltar nesse texto algo em específico e bastante perigoso que dá um sinal importante de transformação negativa no nosso relacionamento com Deus: quando os meios tornam-se os fins!
O povo de Israel não se arrependia mais dos seus erros e não conseguia ouvir a Deus, conforme diz a Palavra em Jeremias 6.10,15 .

No entanto, este mesmo povo que não desejava mais estar na presença de Deus, que não queria mais ouvir a Sua voz e nem se importava com a integridade do seu coração, permanecia oferecendo sacrifícios e holocaustos ao Senhor, como se isso fosse a parte principal da sua intimidade com Deus!

A tal ponto que Deus repreendeu o povo de Israel em Jeremias 7.21-22: "Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel: Ajuntai os vossos holocaustos aos vossos sacrifícios, e comei carne. Porque nunca falei a vossos pais, no dia em que os tirei da terra do Egito, nem lhes ordenei coisa alguma acerca de holocaustos ou sacrifícios. Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem."

Israel estava trocando as prioridades no seu relacionamento com Deus! Ao invés de utilizar os holocaustos e sacríficios (meios) para cultivar a capacidade de ouvir a Deus e ter intimidade com Ele (objetivo final), o povo de Israel oferecia os sacrifícios como se eles tivessem um fim em si mesmo! Como se os próprios sacríficios fossem o objetivo que eles teriam de alcançar para agradar a Deus.

Eles olhavam os sacríficios e holocaustos como a representação da sua comunhão com o Senhor, mas Deus queria mais do que isso! O Senhor não queria apenas um ato religioso, mas queria desenvolver um relacionamento profundo de intimidade, de obediência. Esse sim era o propósito final de Deus para o relacionamento com Israel!

E esse é o propósito que o Senhor tem para o nosso relacionamento com Ele também! Mas, nós comumente fazemos como Israel fez: colocamos "holocaustos e sacríficios", que deveriam ser meios para nos levar ao objetivo de estar mais perto de Deus, como se estes fossem o propósito final para o qual Deus nos chamou!

Por vezes, colocamos o ministério como objetivo do nosso relacionamento com Deus e tudo que fazemos no Senhor gira em torno do serviço que Ele nos confiou: buscamos a presença de Deus para servir melhor e se for necessário, renunciamos tempo de oração e leitura da Palavra para servir ao Senhor. As coisas evoluem de tal modo que não é mais Deus que motiva a nossa busca por mais intimidade. É o ministério que nos leva a isso!

Percebe como essa visão equivocada pode danificar todo o seu relacionamento com o Senhor?

O serviço torna-se o centro da vida com Deus, quando na verdade, deve ser fruto da intimidade e comunhão que temos com o Senhor!

Essa mesma confusão pode ser gerada quando ritualizamos o nosso devocional. Quando, ao invés de usarmos a leitura da Palavra e oração para buscar a face de Deus, fazemos isso para aliviar nossa consciência e cumprir um compromisso que nós mesmos estabelecemos, como se a nossa oração e leitura da Palavra pudessem pagar o que Cristo fez por nós!

Veja que nesses casos, o centro de tudo que fazemos deixa de ser Deus e passa a ser nós mesmos, nossos interesses e compromissos!

Lembre-se disto: o fim de tudo que fazemos tem de ser Cristo! Reveja a maneira como você tem andado!

Se você tem transformado os meios em fins, dê um passo atrás e volte a um estágio onde o seu relacionamento com o Senhor seja plenamente sadio e edifique corretamente a sua vida!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Encontrado pelo Verdadeiro Amor

0 comentários
 Rascunhos

Andando por aí
Consigo entender
A maravilhosa chance que tive
De te conhecer

Inexplicavelmente encontrado pelo amor
Daquele que é o meu Senhor
Decidi não viver para mim mesmo,
Mas desejei te obedecer

Irrestritamente,
Não tirando onda,
Mas um verdadeiro crente
Como se deve ser

Na batalha, na vitória,
Mesmo chorando ou com muita dor
Aprendi a dar valor
Àquele que é o meu Senhor

Só posso te amar
Porque me amaste primeiro
E ofereceste o Cordeiro
Para morrer em meu lugar

Só posso te amar
Porque me amaste primeiro
E entregaste Teu Filho
Para me salvar

Sou Teu
Não vou me envergonhar
Mais vale a alegria
De contigo estar

Sou Teu
E pago qualquer preço
Pois um dia Você deu
O que não posso te pagar


"Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" ( João 3.16 )

"Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho" ( Filipenses 1.21 )

"E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me." ( Lucas 9.24 )

Quer conhecer mais sobre Jesus? Clique aqui.


domingo, 27 de novembro de 2011

Socorro na Tribulação

0 comentários


Rascunhos com a participação de Leandro Crocco de Faria.


Um coração partido,
Orgulho ferido
Onde posso me refugiar?

Em meio às batalhas
E nas algazarras
Onde posso a paz encontrar
Para a minha vida mudar?

Elevarei meus olhos
Para onde encontrarei socorro na tribulação
Descanso, gozo, alegria
Misericórdia e companhia

Encontrei abrigo,
Longe do perigo
Mas, junto do Teu coração


"Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei" ( Salmo 91.2 )

"Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.
O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra." ( Salmo 121.1-2 )

"Inclina para mim os teus ouvidos, livra-me depressa; sê a minha firme rocha, uma casa fortíssima que me salve." ( Salmo 31.2 )


domingo, 20 de novembro de 2011

O que Você faz com sua Dor?

0 comentários
Vejo pessoas escondendo as dores e cicatrizes de uma vida sofrida, por trás do blush da maquiagem...

Vejo pessoas carentes, buscando saciar suas necessidades em fugazes relacionamentos que só fazem aumentar as tristezas acumuladas em seu coração...

Vejo pessoas com feridas abertas, circulando por aí, expondo suas fraquezas, em busca de auxílio que ninguém tem oferecido...

Vejo pessoas que se mantém fechadas, com medo de aparecerem e serem zombadas. Estão trancadas em seus próprios complexos e não conseguem alcançar a liberdade...

Vejo pessoas presas em seus próprios erros. Não conseguem obter perdão, nem o seu próprio. A acusação é constante em suas mentes e aparentemente não há para onde correr e fugir de suas más lembranças...

Vejo pessoas que acumularam rancores e hoje, veem a vida em preto e branco. A cor do amor e da alegria desapareceu de suas retinas e só sobrou a tonalidade do ódio e da maldade...

Vejo pessoas correndo atrás do vento, perdendo suas forças e viço em busca de mais do que o sustento, para dessa forma serem reconhecidas como bem-sucedidas, aliviando o peso das incertezas e do sentimento de inferioridade existente em seus corações...

Vejo pessoas carregando fardos tão pesados, enganando e sendo enganados, para permanecerem acreditando em algo que, no fundo, já está desacreditado em sua vida...

Cada um de nós tem a sua fraqueza, a sua dor, o seu complexo, a sua dificuldade, o seu problema. A grande questão é: O que você faz com isso?

A decisão que tomei e insisto para que você medite é baseada em um convite, feito por Deus encarnado, Jesus Cristo:

"Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve." (Mateus 11.28-30)

A minha decisão tem sido ir até Jesus e receber o alívio que só podemos encontrar nEle! Somente nEle há um lugar de descanso e refrigério para a sua vida!
Você pode procurar soluções paliativas em muitos lugares, mas somente ao lançar suas dificuldades e pesos diante dEle é que haverá verdadeiro e constante alívio!

E Jesus diz que não colocará sobre nós um novo peso tão difícil de carregar! O Seu fardo é leve!
Na verdade, ao conhecê-Lo, recebemos a verdadeira liberdade:

"Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (João 8.36)

Temos em Jesus a verdadeira liberdade de escolher o que queremos fazer! A escravidão do pecado e dos vícios já não aprisionará aqueles que se entregarem ao Filho de Deus!

Quando compartilhamos com Jesus as nossas dificuldades, tristezas e complexos, recebemos apoio e consolo dEle e não é mais preciso ser expert na arte do fingimento e do teatro!

Ele nos aceita como somos e nos transforma da maneira como quer, se assim permitirmos!

O meu humilde, porém firme conselho é: Corra para os braços de Jesus enquanto você pode! Às vezes, acreditamos que nunca faltarão oportunidades, porém a realidade é que a vida é muito frágil para confiar no amanhã!

Enquanto você pode, decida voltar-se para Deus e conhecê-Lo em um relacionamento íntimo e sincero...Ele sempre está disposto a te receber, você é que precisa tomar a decisão de voltar-se à Ele!
Lance sobre Ele todas as suas dúvidas e inquietações, seus medos e perturbações!

O valor do que você viverá a partir desta decisão é incomparavelmente superior àquilo que será deixado para trás... Não perca seu tempo, não perca sua vida!

"Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." (Isaías 55.6)

Quer saber mais sobre Jesus e o seu Maravilhoso Convite? Clique aqui.


domingo, 30 de outubro de 2011

Fé, uma Janela para o Futuro!

0 comentários

Se eu pudesse ver
Nem que fosse por um instante
O cumprimento daquilo que me está prometido
Para um futuro nem tão distante...

Muita coisa se resolveria:
A ansiedade passaria, a pressa cessaria e não teria mais o temor do incerto
Se o futuro pudesse enxergar,
Seria mais cuidadoso no falar, agiria com mais excelência e até mais seguro iria ficar.

É certo que não tenho esse passaporte carimbado para o futuro
Mas não será isso que chamamos de fé
Uma porta para vislumbrar aquilo que já é, em uma dimensão celestial
E será, muito em breve, por aqui?

Não uma fé em si mesmo ou vazia
Porém, uma fé naquele que um dia
Pagou um preço que eu deveria pagar
Um que é capaz de saber todos os tempos e planejar algo a respeito de mim.

Será necessário ter a ousadia de confiar,
Mas do pouco que conheço desse Senhor,
Ele não é de decepcionar
E seus planos são melhores do que o nosso pensamento alcança imaginar

Se tivermos verdadeira fé neste Senhor,
Poderemos ver além do horizonte 
E ter certeza de coisas que vão além dos breves tempos da vida
Ecoando por toda a eternidade

Uma grande janela para o futuro é aberta
Para aqueles que, de maneira firme e certa,
Caminham confiantes para descansar
Nos braços do Criador.

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem."
( Hebreus 11:1 )

Conheça este Senhor, clique aqui!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Qual é a tua Motivação?

0 comentários


"Todos os caminhos do homem são puros aos seus olhos, mas o Senhor pesa o espírito" ( Provérbios 16.2).

Qual é a motivação que te impele a fazer tudo aquilo que você faz?

O que te tira do seu lugar e o motiva a agir, em todas as situações do dia-dia?

Será que as suas ações são geradas em um coração cheio de desejo de reconhecimento?
Ou são motivadas por interesses mesquinhos, na busca de adquirir um status diferente no círculo social que você frequenta?

É claro que esses sentimentos não estarão muito evidentes!
Nós, seres humanos, somos especialistas em encobrir, especialmente de nós mesmos, aquilo que passa em nossa mente.

Vestimos uma "capa mental"  que nos leva a pensar que somos motivados por amor, generosidade e desapego... Mas, será que temos um coração tão altruísta quanto imaginamos?

É necessário analisar constantemente o nosso coração, com muito zelo e meticulosamente, para identificar o que nos põe a agir e, mais do que isso, devemos pedir ao Senhor que sonde os nossos corações, trazendo à tona o que há de mal.

O salmista pediu isso:

"Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações.
Vê se em minha conduta algo te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno. "
( Salmo 139.23-24 - Versão NVI )

Além disso, precisamos nos expor à Palavra de Deus, porque ela é capaz de discernir o que há dentro de nós:

"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." ( Hebreus 4:12 )

Que em tudo que fizermos, sejamos motivados pelo Seu amor e com o intuito de levar glória a Ele!
Não olhe isso como se fosse utópico... Se Deus nos incentiva desse modo na Bíblia, é porque podemos viver essa realidade!

 "Todas as vossas coisas sejam feitas com amor." (1 Coríntios 16:14)

 "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." ( Romanos 11:36 )

Procure refletir: qual tem sido a sua motivação? Coloque-se diante de Deus e Sua Palavra e Ele te conduzirá a ter um coração movido por aquilo que pulsa no coração dEle. Porque de nada adiantam boas ações com intenções incorretas!

domingo, 9 de outubro de 2011

No Caminho da Santificação

0 comentários

Salmo 101.2-5, 7

"Atentarei sabiamente ao caminho da perfeição. Oh! Quando virás ter comigo? Portas a dentro, em minha casa, terei coração sincero.
Não porei coisa injusta diante dos meus olhos; aborreço o proceder dos que se desviam; nada disto se me pegará.
Longe de mim o coração perverso; não quero conhecer o mal.
Ao que às ocultas calunia o próximo... o que tem olhar altivo e coração soberbo, não o suportarei...Não há de ficar em minha casa o que usa de fraude; o que profere mentiras não permanecerá ante os meus olhos "   [ grifos meus ].

O salmo 101 foi escrito por Davi e traz verdades que devemos analisar se temos vivido.

Há um processo de santificação dirigido pelo Espírito Santo que acontece em nossa vida e no qual devemos colaborar, mantendo um coração sensível e ensinável.

Não podemos nos contaminar com o pecado nem aceitá-lo passivamente ao nosso redor! Somos agentes de mudança pelo poder de Cristo para declarar transformação à nossa volta.

Mas, para levarmos transformação ao mundo, temos que estar sendo transformados. Para declararmos poderosamente a mensagem de Cristo, temos de vivê-la.

Com base nesses versículos, existem certas perguntas que temos de fazer a nós mesmos sobre atitudes que temos e verificarmos se temos trilhado o processo de santificação em nossas vidas.

1. O que você tem colocado diante dos seus olhos?

Davi diz "Não porei coisa injusta diante dos meus olhos" ( Salmo 101.3 )

O que tem sido colocado diante de você? Você tem permitido que coisas desagradáveis a Deus entrem em sua mente através dos seus olhos? Pornografia e malícia tem alimentado seu coração?

Não se engane! Jesus disse em Lucas 11.34: "A candeia do corpo é o olho. Sendo pois o teu olho simples, também todo o teu corpo será luminoso; mas, se for mau,  também o teu corpo será tenebroso".

Guarde seus olhos daquilo que desagrada a Deus e os coloque nEle, nas coisas que O agradam!

2. Você tem agido perversamente? Caluniado seu próximo, mentido e usado de fraudes?

Reflita sobre a maneira que você tem agido. Será que as suas mãos tem sido usadas para puxar o tapete de pessoas ao invés de abençoá-las e direcioná-las a Cristo? Será que sua boca tem amaldiçoado e criado intrigas ao invés de estar cheia de palavras de vida e paz? Você tem enganado a outros para obter destaque e sucesso?

Saiba que esses comportamentos não são os que Jesus quer que você tenha!
Você é chamado para viver de maneira íntegra e diferente da conduta que vemos na sociedade em geral! Não por sua capacidade ou força, ou apenas para ter um estilo alternativo...Mas, para espelhar o que Cristo faria e como viveria em seu lugar!

3. No seu coração, há espaço para arrogância e soberba?

Às vezes, sementes de arrogância brotam no coração...Em razão de conquistas que obtemos, uma auto-imagem exacerbadamente elevada e falta de reflexão, o diabo lança ideias que geram falta de humildade e afastam o nosso coração da simplicidade com a qual Jesus viveu.

Temos que andar em humildade! Nada do que temos e somos vêm de nossa própria força. Tudo é dado pelo Senhor! Não podemos nos engrandecer por aquilo que temos e conquistamos, porque tudo isso não pertence a nós! Como o apóstolo Paulo disse: "Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor!" ( I Coríntios 1.31 )

Prossiga no caminho da santificação! Que o seu coração esteja sempre aberto à atuação transformadora do Espírito Santo e que dessa forma, você seja um agente de mudanças na sociedade para resplandecer o caráter de Cristo.











domingo, 25 de setembro de 2011

Deus, Tu és!

0 comentários

Rascunhos

Deus, tu és..."um escudo para mim, a minha glória e o que exalta a minha cabeça" ( Salmo 3.3 )
Só tu, Deus..."me fazes habitar em segurança" ( Salmo 4.8 )
Pai, "quão admirável é o teu nome em toda a terra..." ( Salmo 8.1 )
"Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniquidade, nem contigo habitará o mal" ( Salmo 5.4 )
"Em ti confiarão, os que conhecem teu nome, porque Tu, Senhor, nunca desamparaste os que te buscam" ( Salmo 9.10 )
"Porque o Senhor é justo, e ama a justiça; o seu rosto está voltado para os retos" ( Salmo 11.7 )
"As palavras do Senhor são palavras puras..." ( Salmo 12.6 )
"O Senhor é Rei Eterno..." ( Salmo 10.10 )
"...Um alto refúgio para o oprimido, um alto refúgio em tempos de angústia" ( Salmo 9.9 )
Tu és..."O meu rochedo e o meu lugar forte e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza em quem confio..."( Salmo 18.2 )
O Senhor..."é o que me cinge de força e aperfeiçoa o meu caminho" ( Salmo 18.32 )
"Todas as veredas do Senhor são misericórdia e verdade para aqueles que guardam o seu concerto e seus testemunhos" ( Salmo 25.10 )
Posso andar tranquilo, porque "O Senhor é o meu Pastor" ( Salmo 23.1 )

Diante de tudo isso, "quem é Deus senão o Senhor?" ( Salmo 18.31 )

Nunca perca de vista que você serve a um Deus grandioso, um Deus imensurável e inigualável ! Não se permita diminuir o nosso Deus de nenhuma maneira!

Pelo contrário, viva a maravilhosa oportunidade de ter um relacionamento com esse Deus, tão grande, mas que fez-se homem e servo para religar o nosso caminho até Ele, através de seu filho Jesus!

Viva a verdadeira Vida!
Para começar a viver esta nova vida, clique aqui e saiba como!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Por um novo Coração

0 comentários
Rascunhos

Não quero declarar
Aquilo que não decidi viver
Anseio demonstrar
O desejo de perder para minha vida em Ti achar

Preciso mais de Ti em mim
Que Tua fragrância venha exalar
Em tudo que eu fizer
Reflete a Tua imagem em meus passos

Humildemente
Sigo o caminho da rendição
Abro os meus lábios
E clamo por um novo coração

Me dá, Senhor
Um coração que clama por mais da Tua presença
Um coração que ama
E revela a Tua essência presente em mim

Me dá, Senhor
Um coração que geme por Tua Verdade
E em santidade,
Ensina-me a viver a Tua vontade




"Quem achar a sua vida, perdê-la-á; e quem perder a sua vida por amor a mim achá-la-á" (Mateus 10.39)

"Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos e o buscam de todo o coração" (Salmo 119.2)

domingo, 21 de agosto de 2011

Memoriais: Lembrando daquilo que traz Esperança!

0 comentários
Há momentos em nossas vidas que, ao olhar para as situações ao redor e analisar de maneira racional, percebemos que não podemos vencer.

Isso vem da nossa natureza carnal que tende a olhar para a dimensão dos problemas ao invés de olhar para a grandeza de Deus.

Mas, o Senhor sabe disso e, nos versículos a seguir, orienta a Israel. E essa orientação serve para nós também:

"...não deixes de te lembrar do que o SENHOR teu Deus fez a Faraó e a todos os egípcios; Das grandes provas que viram os teus olhos, e dos sinais, e maravilhas, e mão forte, e braço estendido..." (Deuteronômio 7.18-19).

Quando você pensar que não vai conseguir, precisa se lembrar das intervenções e milagres que Deus já fez em sua vida!

Todos nós já tivemos experiências dos milagres do Senhor e precisamos mantê-las vivas em nosso coração. Já fomos alcançados por curas, por provisões milagrosas, por livramentos... Precisamos nos lembrar das ações divinas e manter um coração grato!

É importante ter algo que nos lembre da ação de Deus, seja esta experiência anotada ou algum símbolo que traga à memória alguma esperança em nosso coração! Pois é certo que virão momentos de dificuldades e precisaremos lembrar que ao nosso lado, há um Deus poderoso e disposto a agir com este grande poder nas situações das nossas vidas.

Deus diz que vai intervir da mesma maneira milagrosa que agiu no passado, quando necessário:

"...assim fará o SENHOR teu Deus com todos os povos, diante dos quais tu temes" (Deuteronômio 7.19).

Mantenha sempre em seu coração memoriais das grandes obras do Senhor! Quando você temer, lembre-se e saiba que como Ele foi antes, hoje e amanhã também será para honra e louvor dEle!

domingo, 24 de julho de 2011

Deleitar-se, Entregar e Confiar: Uma decisão para Corajosos!

14 comentários
Salmo 37.4-5

“Deleita-te também no Senhor e Ele te concederá o que deseja o teu coração. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e Ele tudo fará.”

Esses dois versículos contidos no salmo escrito por Davi são uns dos mais conhecidos no meio cristão.
Versos muito lidos aos ansiosos; decorados por aqueles que anseiam pela Palavra, mas muito difíceis de serem praticados no dia-dia, especialmente quando a vida adulta chega e ganhamos um controle maior sobre as decisões que podemos ter. Por vezes, a partir desse momento, acabamos deixando as verdades contidas nesses versos para trás.

A grande realidade é que viver essa Palavra exige muita coragem! Coragem para ir contra aquilo que a multidão faz e diz por aí. Coragem para viver uma vida além da mediocridade cristã!

Existem três palavras que quero chamar a atenção nesses versículos: Deleita, entrega e confia. Esses verbos possuem indicações de como você precisa agir em sua vida.

Davi nos aconselha a deleitar o coração no Senhor. A nos agradarmos dos Seus caminhos, a conhecermos Sua Palavra, a obedecermos Suas verdades, a nos dispormos à Sua obra.
O deleitar-se no Senhor faz com que tenhamos uma disposição prioritária de estar com Deus e agradá-lo, por vezes indo contra aquilo que a nossa carne gostaria de fazer e vivenciar. Se nos agradarmos do Senhor, estaremos automaticamente desagradando o sistema do mundo, portanto o deleitar-se no Senhor envolve renúncia do eu e suas vontades.

Se nos deleitarmos no Senhor, Ele concederá os desejos do nosso coração! E é interessante pensar como isso acontece, porque quando nos agradarmos verdadeiramente do Senhor, o nosso coração estará alinhado ao dEle e os nossos desejos estarão ligados aos anseios do coração de Deus.

Quando você se deleitar no Senhor, sua mente não estará tomada por desejos egoístas, por objetivos que passam por cima de outras pessoas. Eles estarão alinhados com os propósitos de Deus para Sua vida, com os sonhos de paz que Ele tem a seu respeito e serão concedidos a você!

Perceba que não é uma troca que você faz com Deus: eu ando nos Teus caminhos e Você me dá. Não! É um alinhamento da nossa vida, das nossas vontades a tudo aquilo que é caminho e desejo do Senhor!

Haja coragem para isso!

O segundo verbo presente neste versículo é entregar. E entregar é um grande problema!
Conforme crescemos, vamos assumindo o controle da vida. Decidimos para onde vamos, o que vamos comer, qual carreira seguiremos e muito mais.
Mas esta palavra nos incentiva a entregar! Entregar tudo isso, entregar todos os caminhos e o controle deles ao Senhor!

Essa palavra te desafia a entregar o seu direito de namorar, casar e constituir família ao Senhor!
Te desafia a entregar o controle do seu dinheiro a Deus para que Ele decida onde este deve ser empregado!
Te desafia a entregar seu futuro profissional a Deus; a entregar seus dons e talentos para que o Senhor use quanto, como e onde quiser!

Você percebe a profundidade dessa entrega?

Essa entrega é devolver a Deus o direito de fazer o que quiser com tudo aquilo que você tem e é, em essência.

Haja coragem para isso!

Em seguida, temos o verbo confiar. Confiar verdadeiramente é tornar-se vulnerável. E essa é a situação de quem já se deleitou no Senhor e entregou tudo que é e tem a Ele. As pessoas, em geral, vão perdendo a capacidade de confiar umas nas outras. À medida que você vivencia a malícia da sociedade e é enganado repetidamente, passa a desconfiar de quem se aproxima de você.

E costumamos replicar esse comportamento no nosso relacionamento com Deus. Desconfiamos de que Deus irá cumprir Suas promessas a nosso respeito, por isso tratamos de agir por conta própria para resolver certas situações.

Somos desafiados nesse texto a confiar inteiramente no Senhor, porque Ele não nos decepciona. Aquilo que Ele promete, Ele cumpre; aquilo que Ele diz, se confirma!
Podemos ser vulneráveis diante de Deus, porque Ele nos amparará!

Mas, haja coragem para confiar verdadeiramente!

E aí, esse texto termina da maneira que gostamos de lembrar: “E tudo Ele fará!”

Deus, de fato, fará! Se você deleitar o seu coração no Senhor, entregar verdadeiramente Seus caminhos e confiar cegamente nEle, Ele fará!

Fará de um modo tremendo e maravilhoso! Fará coisas sobrenaturais em sua vida e através de você! Fará o Seu coração segundo o coração dEle, assim como Ele fez com o homem que escreveu estes versos, o rei Davi.

Assim como Davi, seja corajoso o suficiente para oferecer-se completamente ao Senhor!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Quem tem sede?

0 comentários
“E o Espírito e a noiva dizem: Vem! E quem ouve diga: Vem! E quem tem sede venha; e quem quiser tome de graça da água da vida” (Apocalipse 22.17).

Existem duas afirmações feitas nesse versículo que chamaram minha atenção e me conduziram a uma reflexão: “Quem tem sede” e “Quem quiser”.

Para recebermos a água da vida de Deus mencionada nesse versículo, como tudo o mais que o Senhor tem para nos dar, não precisamos de nenhum valor ou forma de pagamento. Porém, existe uma contrapartida: desejo, anseio, sede!

Você já teve sede alguma vez?

A sede verdadeira nos impele à ação. Quando estamos sedentos, não conseguimos ficar parados, mas nos colocamos em movimento com o objetivo de alcançar a saciedade.
E não há nada melhor para saciar a sede do nosso corpo do que um bom copo de água gelada!
No entanto, atualmente, está fora de moda beber ‘simplesmente’ água. Foram desenvolvidas ao longo do tempo uma série de bebidas que propiciam sensações semelhantes: refrigerantes, sucos e muito mais...

Se ousarmos fazer uma analogia entre a nossa vida e o movimentado mercado de bebidas mundial, veremos que existem situações muito semelhantes!

Sabemos que a água da vida é a única que pode nos saciar, a única que pode trazer a verdadeira completude que tanto ansiamos, mas acabamos buscando saciedade em relacionamentos fora da vontade de Deus, andamos por aí satisfazendo nossa carne para tentar aplacar o vazio dos nossos corações, investimos nossa vida na construção de impérios que possam levar nossos nomes...

Mas, nada disso nos completa verdadeiramente! Assim como o refrigerante e o suco, essas coisas não nos saciam, somente nos iludem!
E isso nos leva a uma corrida por um labirinto, onde não queremos reconhecer o que realmente precisamos e nos ferimos em busca de algo que não encontraremos em outro lugar, a não ser diante da fonte da água da vida, o nosso Senhor Jesus.

A água é um elemento muito importante para o nosso corpo físico, pois auxilia na eliminação de impurezas que poderiam tornar-se doenças, além de nos tornar limpos e aceitáveis às outras pessoas.

A água da vida é a bebida espiritual que Jesus Cristo tem provido àqueles que são Seus. Foi dessa água que Ele ofereceu à mulher samaritana na beira do poço em João 4, dizendo no versículo 14:

“Mas a pessoa que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Porque a água que eu lhe der se tornará nela uma fonte de água que dará vida eterna”.


Essa água é capaz de nos completar de verdade! E essa água é o Espírito Santo, fluindo sobre a sua vida transbordantemente, te ensinando a respeito da Palavra de Deus e te conduzindo a conversar com o Senhor em oração.

Mas, quem ainda tem sede?

Se você tem, busque a Deus incessantemente! Seja ousado para se colocar diante da presença de Deus e Ele derramará do Seu Espírito sobre você!
Fuja do pecado, de tudo aquilo que desagrada ao Senhor e busque a água viva capaz de transformar o seu caráter e te completar inteiramente!

Se a sua sede tem desaparecido, em virtude de tantas “bebidas” de pecado que você tem provado, volte-se para Deus, humilhe o seu coração diante dEle e busque restauração.
Ele te trará para perto e inflamará o Seu coração com desejo por mais da presença dEle!

Há um fluir sobrenatural de Deus. Para quem quiser, para quem tem sede!

Você quer receber a Cristo em seu coração? Clique aqui.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

O nome dEle é Jesus

0 comentários
Rascunhos



Às vezes, são tantas as dificuldades
São tantos problemas, tantas aflições
Olhamos tanto para luta
Que não conseguimos agir

Esperamos por alguém que nos ajude
Nos dê forças para se levantar
E mudar a situação

Sabemos que sempre tem Alguém
Disposto a nos ajudar
Quando Ele passa, fingimos que está tudo bem
Não damos oportunidade dEle nos consolar

Mas por nós, Ele sempre está a olhar
Se entristece com nossa situação
Ele quer nos dar a mão, nos ajudar, nos levantar
Basta abrir o coração e deixar Ele entrar

O nome dEle é Jesus
O Eterno Ajudador, Conselheiro, Protetor, Consolador
O nome dEle é Jesus
Livra o aflito, quebra as cadeias da prisão do oprimido

Basta abrir o coração e deixar Ele entrar e agir
O nome dEle é Jesus.

Você quer receber a Cristo em seu coração? Clique aqui.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Não desperdice o seu Potencial!

0 comentários
Um dos textos que mais faz o meu coração estremecer quando o leio na Bíblia é a história de Sansão (Juízes 13-16).

Havia um casal cuja mulher era estéril até que o Anjo do Senhor apareceu, dizendo a ela que teria um filho e este seria separado de Deus, porque o Senhor tinha um propósito para a vida deste bebê que nasceria (Juízes 13.2-5).

Passado algum tempo, a profecia se cumpriu e o menino nasceu sendo chamado de Sansão. E segundo a história relatada na Bíblia, vemos que Sansão era um homem especial: corajoso de tal modo a colocar fogo na colheita dos filisteus, sem temer as consequências (Juízes 15.4-9); dotado de uma enorme força, capaz de ferir mil homens apenas com uma queixada de jumento (Juízes 15.14-17).

Mas, Sansão se envolveu em várias coisas desagradáveis a Deus culminando com o envolvimento com uma mulher filistéia chamada Dalila, que foi um laço para sua vida. Ele revelou a ela que o segredo de sua força era a sua separação à Deus simbolizada pelo seu cabelo, que nunca havia sido cortado.
Dalila revelou o segredo a seus compatriotas, que cortaram o cabelo de Sansão, o subjugaram, furaram seus olhos, o prenderam e o levaram a trabalhar em um moinho.

Sempre quando lemos a história de Sansão ficamos com a impressão de ver um homem que desperdiçou seu potencial: ele poderia ter sido muito mais usado por Deus para ferir os filisteus, poderia ter conduzido seu povo a um relacionamento com o Senhor, poderia, poderia, poderia...

Porém, mesmo com todo o potencial, Sansão acabou se perdendo em meio a sensualidade, se envolvendo com mulheres que não deveria se envolver; quebrou votos de separação que tinha com o Senhor diversas vezes e usou seus talentos de modo imprudente.

E essa história de vida serve como alerta para nós: Deus tem nos chamado, nos separado e investido em nós, com dons e talentos, para cumprirmos o Seu propósito.
Mas, se vacilarmos, corremos o risco de perder o nosso coração em meio às paixões desse mundo e desperdiçarmos o potencial que o Senhor tem nos dado, o gastando com coisas sem valor.

Paulo aconselha o seguinte: "Aquele que está de pé, cuide para que não caia" (I Coríntios 10.12).
É importante que você reflita sobre como tem andado e onde tem colocado o seu coração! Não se permita perder os sonhos de Deus! Ele tem investido em você para que TODO o propósito que Ele tem para sua vida se cumpra!

Se você, ao refletir, entender que está desperdiçando aquilo que o Senhor confiou a você, lembre-se de que de Deus é capaz de restaurar a sua sorte e te capacitar novamente a viver plenamente para Ele!

Sansão, ali em meio ao cárcere, começou a receber um sinal de esperança: seu cabelo voltou a crescer (Juízes 16.22).
E quando foi chamado diante dos filisteus para que estes caçoassem dele em meio a uma festa para mais de três mil pessoas, Sansão clamou ao Senhor e disse: "...peço-te que te lembres de mim e esforça-me agora, só esta vez..." (Juízes 16.28).

Deus se lembrou de Sansão, concedeu a ele força para derrubar o templo de Dagom, matando os filisteus. Esta vitória foi a maior de todas as vitórias que ele teve anteriormente em sua vida (Juízes 16.30).

Desse modo, mesmo em meio a um caminho tão difícil, Sansão acabou por cumprir o propósito estabelecido por Deus para sua vida:

"... e ele começará a livrar a Israel da mão dos filisteus" (Juízes 13.5).

Há esperança se nos arrependermos e clamarmos pelo Senhor! Deus quer nos conduzir para viver a plenitude de seus propósitos!
Zele por sua vida e fuja daquilo que te faz desperdiçar o potencial que Deus tem colocado sobre você! Nada vale mais do que viver os sonhos que Deus divide conosco!

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Compartilhe sua Fé!

0 comentários
"Ide por todo o mundo, pregai o evengelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, quem não crer será condenado." (Marcos 16.15-16).

Jesus deixou uma orientação expressa a todos os seus seguidores: que estes fossem instrumentos para propagação da Sua mensagem de boas-novas por toda a terra.

A Grande Comissão foi obedecida por seus seguidores desde o início, de tal modo que hoje, a mensagem proclamada por Jesus chegou até nós: o Filho de Deus se despiu de Sua majestade por amor a nós, fez-se homem, sujeito às mesmas dores e tentações, porém não caiu em pecado e por isso, foi capaz de se oferecer em nosso lugar, morrendo na cruz e pagando o preço de nossos pecados através de Seu sangue e fazendo-nos participantes de Sua salvação quando nos arrependemos pelos nossos erros e confessamos a fé no Seu sacríficio e ressurreição.

Mas será que nós, Filhos de Deus brasileiros do século XXI, temos compartilhado a nossa fé como deveríamos?

A realidade é que temos sido falhos e pouco ousados em passar a outros a mensagem de Cristo. Por vezes, egoístas; outras vezes, temerosos, mas geralmente incapazes de seguir o conselho de Pedro que diz:

"...Estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pedro 3.15)
.
Existem no mínimo, três razões pelas quais precisamos aprender a compartilhar a nossa fé:

1)Porque é um mandamento bíblico (Marcos 16.15)

A Grande Comissão não é opção para um cristão, mas é um mandamento que Deus nos propõe e um compromisso que devemos assumir, zelando para pregarmos em ações e palavras sobre o preço pago por Jesus a fim de nos reconciliar com Deus.

2)Porque nós conhecemos A Verdade

"Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim." (João 14.6)

Estamos inseridos em um contexto social que os estudiosos definem como pós-moderno. E uma das principais características desse tempo é a ausência de uma verdade absoluta.
Se você reparar, as pessoas que vivem ao nosso redor não tem mais príncipios sólidos, interpretando os acontecimentos em sua vida e ao seu redor de maneira pouco coerente, de acordo com seus sentimentos e crenças no momento, o que acaba gerando incerteza e insegurança.

Porém, se você segue a Cristo, você conhece A Verdade! Você não precisa se equilibrar sobre o temor e a dúvida. Em Jesus, podemos aprender aquilo que é certo e errado, a verdade e a mentira!
E as pessoas ao seu redor, precisam disso também! Você precisa compartilhar a sua fé porque as pessoas ao seu redor precisam saber por onde andar e Jesus é O Caminho.

3) Porque essa Verdade liberta!

"Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (João 8.32).

Aqueles que estão na Verdade, Jesus Cristo, são livres de todo tipo de escravidão. Em Jesus, há liberdade para o viciado em bebida, em drogas e pornografia; em Jesus, há liberdade e alegria para o cativo e oprimido; em Jesus, há refrigério para aquele que está cansado.

Ao nosso redor, existem diversas pessoas que se encontram escravas de si mesmas, pessoas que fazem coisas que não gostariam de fazer, porém não tem forças para alterar a situação sozinhas. Pessoas que vivem angustiadas, oprimidas e por vezes, se escondem atrás de máscaras que exibem uma outra realidade que não condiz com o seu verdadeiro ser.

Nós temos A Verdade e essa Verdade pode libertar essas vidas! Por isso, você precisa compartilhar a Sua fé!

Em Atos 1.8, Jesus diz: "Mas recebereis a virtude do Espírito Santo que há de vir sobre vós e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra".


O Senhor irá nos capacitar para pregarmos a Sua Palavra por onde quer que andarmos, em meio à nossa família, nossos familiares e amigos, e para todos aqueles que tivermos oportunidade!

Não perca o privilégio de ser usado como instrumento por Cristo para comunicar a outros a esperança de uma vida diferente!
Seja um semeador e permita que o Espírito Santo produza o crescimento do fruto em cada vida que ouvir as boas-novas sobre Jesus!

Você chegou até aqui e ainda não receber a Cristo?
Não perca a oportunidade. Clique aqui e saiba como recebê-lo em Seu coração!

domingo, 22 de maio de 2011

Perfume de Cristo

0 comentários
Rascunhos




Amor
Eu quero sentir amor
Por Ti
Me faz flutuar de amor
Enche
Todo o meu coração de Ti

Mais que
Um vento passageiro
Leva-me
A entregar por inteiro
Tudo o que
Existe dentro de mim

Inconstante não quero mais ser
Que os meus lábios sejam só para te bendizer
Os meus olhos só vão enxergar
A beleza da Tua glória sem par

Me constrange com os Teus cuidados
Me envolve com os Teus abraços
Te amo, Deus e por onde for
Levarei a fragrância do Teu amor

Perfume de Cristo
Cheiro do Teu perdão
Emane em mim
E alcance o coração do meu irmão

Perfume de Cristo
Do mais alto valor
De graça, recebi
Por tão imerecido amor, vindo do meu Senhor

domingo, 10 de abril de 2011

Caráter ou Reputação: O que vale mais?

0 comentários
Se seguimos a Deus, temos um grande problema em nossa vida quando o valor da nossa reputação supera o valor do nosso caráter, quando o que parecemos ser vale mais do que, de fato, somos.
Especialmente porque o valor da nossa reputação é definido por homens, enquanto o valor do nosso caráter é estabelecido por Deus.

Samuel foi enganado em seu coração ao olhar Eliabe, filho de Jessé e disse: “Certamente, está perante o Senhor o Seu ungido!” (I Samuel 15.6).
Porém, o Senhor responde para Samuel: “Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como vê o homem. O homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” (I Samuel 15.7).

Eliabe possuía uma boa imagem, o que garantiu diante de Samuel uma boa reputação. Porém, quando Deus sondou o seu caráter, o íntimo de seu coração, não encontrou nele alguém digno de ser rei de Israel.

Isso não pode acontecer conosco!
Jesus sempre se preocupou em nos ensinar a necessidade de cultivar um caráter agradável a Deus acima de tudo.
Em Mateus 6, durante o sermão do Monte, Jesus cita três exemplos onde somos incentivados a cultivar algo em oculto, que molde o nosso caráter mesmo em detrimento da reputação, que poderia ser muito beneficiada com o resultado desses comportamentos.

Jesus diz:

“Guardai-vos de praticar os vossos atos de justiça diante dos homens, para serdes vistos por eles. Se o fizerdes, não tereis galardão justo de vosso Pai que está nos céus...Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz à tua direita” (Mateus 6.1,3).

“E, quando orares; não sejas como os hipócritas, pois gostam de orar em pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e,fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto. E teu Pai, que vê secretamente, te recompensará.(Mateus 6.5-6).

“Quando jejuardes, não vos mostreis constristados como os hipócritas, pois desfiguram o rosto para parecer aos homens que jejuam... Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o roso para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que vê em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mateus 6.16-18).

Nós, seres humanos, temos uma tendência a nos preocupar em construir uma boa imagem perante os homens. O problema é que isso acabará por nos confrontar com verdades de Deus que teremos de desobedecer para agradar as pessoas.
Aí, cabe a você analisar o que vale mais: a opinião das pessoas a seu respeito ou a opinião de Deus?

A preocupação do Senhor é que criemos um caráter agradável a Ele, que tenhamos atitudes louváveis em nossas vidas sem a necessidade de recebermos aplausos das pessoas que estão ao nosso redor! Que busquemos agradá-Lo mesmo quando ninguém nos vê!
Se recebermos elogio das pessoas por fazer o que é agradável ao Senhor, glória a Deus!
Porém, o que importa é mantermos a fidelidade ao Senhor, além das aparências.

O caráter vale mais que a reputação. A aprovação de Deus é melhor do que a aprovação das pessoas. Mantenha-se fiel mesmo na obscuridade. Quando ninguém te vê, o Senhor conhece o Teu coração e quem você realmente é!

segunda-feira, 4 de abril de 2011

A Pérola de Maior Valor

0 comentários

"Outrossim, o Reino dos Céus é semelhante ao homem negociante que busca boas pérolas; e, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha e comprou-a"
(Mateus 13.45-46).

Qual é o valor que você tem dado à sua fé em Cristo Jesus?
Pare e pense.

Jesus compara o Reino de Deus a uma pérola de grande valor... O valor era tal que o negociante preferiu vender tudo o que tinha para poder comprá-la.

Esse é o valor que precisamos atribuir ao nosso relacionamento com o Senhor! Um valor que nos leva a entregar tudo que nos impeça de estar com Ele, de alcançá-Lo.

Porém, no decorrer da vida, permitimos que o amor em nosso coração esfrie, assim como aconteceu à igreja de Éfeso, conforme é dito em Apocalipse 2.1-7 .

As necessidades diárias, as pressões, a correria fazem com que o nosso foco se perca da pérola de grande valor e seja colocado em "grãos de areia" que na verdade, não merecem nossa atenção.
E dia após dia, vamos perdendo o vigor e leveza do relacionamento verdadeiro com Cristo e ganhando o peso da ansiedade e do medo exacerbado.
Dessa maneira, constantemente dando passos para a mediocridade espiritual que antes nos era tão distante, acabamos perdendo a capacidade de olhar para Jesus, a Pérola de grande valor e notar sua inigualável beleza e resplendor.
A vida torna-se sem gosto e tudo isso porque descuidamos e paramos de olhar para o lugar onde nossos olhos nunca deveriam se afastar.

E a triste realidade é que enquanto tratamos com descaso a vida em Jesus que temos, milhares dariam tudo por essa alegria que não sabem onde encontrar!

Você precisa reabrir os seus olhos para observar e admirar a pérola de maior valor, Jesus!
Tudo o que Ele é, tudo o que Ele tem feito em Sua vida...Se for necessário, lance os pesos e o jugo novamente aos Seus pés. Ele te lembrará de que o Seu jugo é suave e Seu fardo é leve (Mateus 11.30).

Mas, não perca a oportunidade, não perca o sabor e o prazer de viver inteira e plenamente diante do Senhor! Nada é mais valioso do que ter dentro de si a Pérola de maior valor!

Você quer receber a Cristo em seu coração? Clique aqui.

terça-feira, 22 de março de 2011

Pela graça, somente pela graça!

0 comentários
"Rascunhos"



Nada que eu possa fazer
Me leva a te merecer
Preciso aprender da Tua graça depender
A enxergar segundo o Teu querer

Tentações tentam desviar
Me fazer olhar para a justiça deste mundo
Mas me ensina a entender a justiça do Senhor
E me leva a reconhecer

Que só pela graça, sou salvo
Só pela graça, sou limpo
Pela graça, recebo as promessas
Do meu Senhor

Só pela graça, eu vivo
Só pela graça, descanso
Pela graça, repouso debaixo das asas
Do que é mais que vencedor

Por mais que eu possa me esforçar
E fardos pesados venha a carregar
Não serei merecedor
Do que fizeste por mim

Só me resta agradecer,
Descansar,
Me entregar
E reconhecer

Que só pela graça, sou salvo
Só pela graça, sou limpo
Pela graça, recebo as promessas
Do meu Senhor

Só pela graça, eu vivo
Só pela graça, descanso
Pela graça, repouso debaixo das asas
Do que é mais que vencedor


"Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé e isso não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie"
(Efésios 2.8-9)

Além do nosso merecimento, pelo Seu amor.
Você quer participar da graça de Jesus e convidá-lo para estar em Seu coração? Clique aqui.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Enche-me com indignação!

0 comentários


Pai, enche o meu coração com um sentimento de indignação.

Indignação contra as apostasias dos últimos tempos,
Contra o pecado que quer se instalar em meu coração e no de meus irmãos.
Desejo me indignar contra a mornidão e o mundanismo que assolam a igreja,
Pela situação dos famintos, órfãos e viúvas desamparados.

Indignação contra aqueles que fazem a Tua obra fraudulosamente,
Contra a afronta e perseguição sofrida pelos missionários que levam a Tua mensagem.
Me faz ficar indignado com a situação espiritual e moral deplorável da sociedade,
Quero que o meu coração arda em indignação a respeito dos políticos corruptos que roubam descaradamente o meu país,
Torna-me indignado a respeito de todo sentimento de preguiça, toda mentira e todo "lavar de mãos".

Eu quero ficar indignado.
Não com aquela indignação que me leva a discursos maravilhosos, porém não proporciona mudança.
Mas, da indignação que me faz agir, faz com que eu saia do meu lugar para proclamar o Teu Reino e a Tua verdade sobre essas situações.
Da indignação santa que não me permite ficar parado, mas me leva a alguma ação, nem que seja simplesmente à oração, clamando pelo Teu Reino sobre esta terra.

Que a Tua indignação encha o meu coração!



Há um senso comum que associa os cristãos ao comodismo e resignação que nada produzem.
Porém, na Bíblia, vemos que a indignação pode ser usada por Deus para nos levar a agir em prol de algo ou alguém.

Foi por causa de sua indignação com a situação vigente que Deus encontrou e usou Gideão para libertar Israel (Juízes 6.11-16).
Elias, inclusive foi chamado pelo rei Acabe de "perturbador de Israel" (I Reis 18.17), mas em razão da sua indignação diante da decadente situação espiritual dos hebreus, foi usado pelo Senhor para fazer o povo novamente reconhecer que o Senhor é Deus (I Reis 18.39).

Deus quer inflamar o seu coração por uma causa e esta pode ser algo que te deixa indignado hoje!
Coloque-se em ação e se não for possível a príncipio, em oração por este problema.

Permita que esta indignação por uma situação seja combustível para que você seja usado pelo Senhor para promover mudança nesta terra!

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Sobre a Entrega Necessária

0 comentários
O nosso relacionamento com Cristo é, desde o início, composto por escolhas.

A primeira escolha que tomamos é de convidarmos Cristo a ser Senhor e Salvador das nossas vidas; depois passamos a fazer as escolhas que nos conduzem à obediência ou desobediência a Cristo nas situações da nossa vida.
São várias as escolhas que temos de fazer e elas são diárias e à medida que seguimos a Deus, começamos a dar mais valor a elas.

Dentro desse processo que vivemos após convidarmos Jesus para entrar em nossa vida, começamos a ser trabalhados pelo Senhor, moldados para nos tornarmos mais parecidos com Ele.
E, em certos momentos dessa trilha, somos confrontados com uma dura escolha que temos de fazer: a escolha da entrega.

Em vários momentos da nossa vida, Jesus nos incomoda a entregar certas coisas e situações a Ele.
São situações que estão em um lugar equivocado em nossas vidas, atitudes que desagradam a Deus ou então, coisas que estão supervalorizadas em nosso coração.
E essa entrega é importante para que liberemos a nossa vida para continuarmos sendo moldados à semelhança de Deus.

Em diversos momentos do nosso relacionamento com Jesus, ouviremos esse pedido da parte dEle. E, talvez, hoje Jesus aguarde por algo que você precise entregar para que a obra dEle na sua vida possa prosseguir.

Nesse texto, veremos três coisas que Deus nos pede para entregar a Ele:

- Entregar práticas antigas:


“Mas, agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros...”
(Colossenses 3.8-9)

No processo de transformação da nossa vida à semelhança de Cristo, será necessário entregar ao Senhor as práticas do nosso velho homem... Ira, maldade, fofoca... Mas, existem coisas que temos mais dificuldade em entregar. Às vezes, é difícil deixar de mentir, deixar de falar palavrão, deixar a prostituição, a pornografia, os vícios...

Mas o Senhor, a fim de terminar a Sua obra nas nossas vidas, está pedindo que entreguemos isso, para que deixemos essas práticas desagradáveis a Ele de lado, para viver a nova realidade de vida que Ele tem para nós.

“Revesti-vos, pois , como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão e longanimidade, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros...”
(Colossenses 3.12-13)

Existe um estilo de vida diferente para vivermos, segundo Cristo, que é incomparavelmente melhor do que as antigas coisas!

- Entregar “ídolos” estabelecidos em nosso coração;


Gênesis 22.1-17

Por vezes, Deus irá pedir que entreguemos coisas que estão se posicionando como “ídolos” no nosso coração... Situações que estão sendo supervalorizadas e, com isso, ocupando o lugar que deve ser do Senhor em nossos corações.

Foi isso que aconteceu a Abraão. Abraão amava a seu filho, Isaque, o herdeiro da promessa feita pelo próprio Deus. No entanto, Deus permitiu que ele fosse testado, pedindo que Isaque fosse oferecido em holocausto. Na realidade, o que vemos é Deus permitindo que Abraão fosse testado a fim de identificar se Isaque era mais amado por Abraão do que o próprio Deus.

Mas, Abraão decidiu entregar o seu próprio filho por amor ao Senhor!
Existe algo na sua vida que tem ocupado o lugar que deveria ser de Deus?

Pode ser uma pessoa, um bem material, uma bênção dada pelo próprio Deus.Coisas que temos praticamente adorado em nossa vida,mesmo que inconscientemente.

Devemos entregar ao Senhor qualquer coisa que esteja ocupando o lugar que é dEle.
E, dependendo do que for, Deus pode até mesmo nos devolver o que entregamos à Ele, como fez devolvendo Isaque a Abraão.

Mas, é importante entregarmos tudo ao Senhor e dar a Ele o trono do nosso coração . Que nada possa ocupar o lugar que é dEle. Só Ele é digno de ser adorado e exaltado por nós!

“Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente.Amém!”
(Romanos 11.36)


- Entregar “pontos de confiança”

Marcos 10.17-22

O jovem rico chegou a Jesus querendo saber o que precisaria fazer para herdar a vida eterna. Jesus disse a ele: ”Obedeça aos mandamentos”. E aquele homem vira para o Senhor e diz: “Tenho feito isso desde jovem!”. Jesus, então, tem uma revelação do estado do coração daquele rapaz e diz: “Venda os seus bens, dê aos pobres e me siga!” Ao ouvir isso, aquele jovem se retirou triste, pois era um homem muito rico.

Jesus se opunha à riqueza simplesmente? Sabemos que não!
A questão é que aquele homem colocava a sua confiança naquilo que ele tinha ajuntado. Colocando sua confiança nessas coisas, não havia como crer no Senhor.

Por vezes, nós temos colocado excessiva confiança em coisas que não são o próprio Deus. Às vezes, como o jovem rico, colocamos muita confiança no dinheiro e aquilo que podemos fazer com ele ou passamos a colocar muita confiança na nossa própria força para fazer as coisas, como fez Sansão e acabou se esquecendo de Deus.

Temos que entregar os nossos pontos de confiança ao Senhor.
Aprender que o único merecedor da nossa confiança é Deus e nenhum outro.

No Salmo 16.2, Davi confessa ao Senhor: “Tu és o meu Senhor, não tenho outro bem além de Ti.”
Porém, sabemos bem que Davi era rei, possuía palácios, um exército esperando o seu comando. Mas ele entendeu que a confiança dele só poderia estar depositada no Senhor!
No versículo 5, Ele diz: “tu és a minha porção e a minha herança, é o Senhor que sustenta a minha sorte.”
É essa a posição que Deus espera que tenhamos!

Se existe algo onde você esteja depositando a sua confiança além de Deus, é hora de entregar esta situação ao Senhor.

Para cooperarmos com a obra do Senhor na nossa vida, temos que aprender a entregar. Entregar as práticas antigas, entregar os “ídolos” estabelecidos no nosso coração, entregar os “pontos de confiança”, entregar tudo que o Senhor nos pedir.

E deixar que o Senhor molde as nossas vidas, segundo a Sua vontade, nos ensinando práticas novas, nos ensinando a colocá-lo como Rei da nossa vida e o grande Deus digno de toda a nossa confiança, nos ensinando a conhecê-Lo cada vez mais e viver a Sua verdade!

Portanto, entregue aquilo que for necessário ao Senhor e viva a vida verdadeira ao lado dEle!

Para começar, você precisa entregar sua vida à Cristo.
Você quer fazer isso? Clique aqui!

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Quem é Jesus?

0 comentários
Quem é Jesus? No seu atual ponto de vista, quem é Jesus?

Talvez você O considere um grande líder, capaz de influenciar bilhões de pessoas ao longo de milhares de anos com sua fantástica oratória.

Talvez você O veja como um importante filósofo dos tempos antigos que impactou o mundo através de seus pensamentos.

É possível que você O veja como uma relevante figura religiosa...Um profeta, um rabino, um guia.

Especialmente no mundo ocidental, a figura de Jesus é bastante respeitada. Principalmente, quando exibida nos moldes que citei acima. Jesus tem sido bastante estudado por líderes que buscam princípios mais corretos e efetivos de liderança; tem sido consultado por psicólogos, interessados em seus métodos.

No entanto, a imagem de Jesus que mais efeito pode proporcionar em nossa vidas e que, de fato, é a essência da vinda deste à Terra, é geralmente ignorada ou colocada em segundo plano.

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" . (João 3.16)

O principal objetivo que trouxe Jesus a este mundo é morrer na cruz em nosso lugar, pagando o preço de nossos pecados.
O Nosso Senhor Jesus Cristo não foi simplesmente um mártir, que morreu por uma causa que considerava justa.
A morte não teve poder sobre Ele, porque Jesus ressuscitou e está à destra de Deus, cheio de glória e majestade!

"Deus ressuscitou este Jesus, e todos nós somos testemunhas desse fato." (Atos 2.32)

Ele é o Filho de Deus, que viveu na terra sem pecado algum e se ofereceu como sacrifício em nosso lugar, simplesmente por amor e sem exigir nada em troca, a não ser nossa fé e confissão em sua morte e sua ressurreição.

Este é Jesus. Esta é a principal imagem que você precisa ter dEle. Ele é um líder? Realmente, o é. Seus ensinamentos mudaram o mundo? De fato, sim.
Porém, mais do que isso, com seu inexplicável amor e doação, Jesus reconstruiu através de si mesmo o caminho até Deus e hoje, quer habitar em nós e ser o Senhor e Salvador da nossa vida, nos ensinando a vivê-la com abundância e em amor.

"Disse-lhe Jesus:Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14.6)

Vá de encontro a este Jesus! Clique aqui e o receba como Senhor e Salvador!

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Cedo ou tarde, a gente vai se encontrar!

0 comentários
Existe uma música bastante conhecida [principalmente] pelos adolescentes brasileiros.
O nome dela é “Cedo ou Tarde” , do NX Zero, uma banda emocore brasileira.

A letra dessa música é bastante interessante. Originalmente,ela foi escrita para o pai de um dos integrantes da banda, mas se você parar para olhar sem preconceito, ela pode incrivelmente ser aplicada no nosso relacionamento com Deus.

Segue a letra da música abaixo:

***
Quando perco a fé, fico sem controle / E me sinto mal,sem esperança /
E ao meu redor, a inveja vai / Fazendo as pessoas se odiarem mais
Me sinto só, mas sei que não estou / Pois levo você no pensamento /
O meu medo se vai, recupero a fé/ E sei que algum dia, ainda vou te ver
Cedo ou tarde...Cedo ou tarde...

(Refrão)
Cedo ou tarde / A gente vai se encontrar /
Tenho certeza numa bem melhor / Sei que quando canto, você pode me escutar

(Ponte)
Você me faz querer viver / E o que é nosso está guardado /
Em mim e em você / E apenas isso basta


Para ouvir:



***

Vemos que na primeira parte da música é descrita uma pessoa sem fé, sem esperança, que se sente oprimida com as coisas ruins que acontecem ao seu redor: a inveja, o ódio... Uma pessoa que se sente sozinha mesmo em meio a várias pessoas.

E esse, muitas vezes, é o retrato de uma pessoa sem Deus ou então, uma pessoa que não vive um relacionamento verdadeiro com o Senhor. Uma pessoa oprimida pelo diabo que rouba sua esperança, seus sonhos.
Aliás, essa é a missão dele! Lá em João 10.10, vemos que o objetivo dele é roubar, matar e destruir... É isso que ele sempre tenta fazer em nossas vidas!

Essa pessoa vive no meio daqueles indivíduos que a Bíblia nos aconselha, no Salmo 1.1 a não estar junto: perto dos escarnecedores, ouvindo o conselho dos ímpios, permanecendo no caminho dos pecadores e essas más companhias asfixiam sua vida. Por vezes, tão rodeada de gente, mas se sente só.

Mas, a realidade é que nós não estamos sós.
Deus está nos vendo! Ele está mais perto do que imaginamos e, mais do que isso, Ele preparou um plano para nos salvar.

João 3.16

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna".

E quando decidimos mais do que levar a história e o sacrifício de Jesus no nosso pensamento, nos submetermos a Ele como Senhor e Salvador das nossas vidas, o nosso medo se vai, recuperamos a fé e recebemos uma grande esperança: a vida eterna junto com Ele nos céus!
Ele mesmo prometeu isso!

João 14.1-3


"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus e também em mim. Na casa de meu Pai, há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também".

Nós vamos vê-lo!
E mais do que uma esperança para a eternidade, recebemos uma nova força e um novo desejo de viver e viver uma vida abundante naquilo que antes nos faltava.
Em João 10.10, costumamos dar ênfase à ação do diabo e não àquilo que Jesus fala que traria a nós... Uma vida abundante!
E esse novo estilo de vida é tão fantástico que aquilo que temos ou não nesta terra, o que sentimos fica em segundo plano, porque estar na presença dEle basta.
Recebemos amor, alegria, paz, paciência, bondade, benignidade, fé, mansidão e temperança pela ação do seu Espírito em nós (Gálatas 5.22).

Mas para vivermos essa vida, precisamos decidir por Ele, de verdade.
Jesus deixa bem claro na sua Palavra que só existem duas opções: ou estamos com ele, ou contra... Ou somos amigos ou inimigos... Ou ajuntamos ou espalhamos.

Podemos ver isso claramente no que é dito em Tiago 4.4:

"Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus".

Ou seja, temos duas opções: a vida que Jesus tem para nós ou aquilo que o mundo nos dita.

Uma coisa é certa: cedo ou tarde, nós vamos nos encontrar com Ele e pode ser numa bem melhor ou nem tanto!
Todos nós nos apresentaremos diante do Senhor. Alguns serão convidados a entrar no Reino, àqueles que se submeteram a Jesus Cristo e o amaram, portanto, obedeceram!
Outros, serão lançados nas trevas exteriores, junto com o diabo e seus demônios, para um sofrimento eterno, porque resolveram não se submeter a Cristo.
Vemos na Bíblia em Mateus 25.31-34 e 41:

"Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos, à esquerda; então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo." (vs.31-34)

"Então, o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos." (vs.41)

A realidade é que Deus fez tudo para que você tivesse condições de decidir o seu destino eterno.
Você pode entender o sacrifício de Jesus, se submeter a Ele, tornar-se participante de uma nova vida e esperar por uma eternidade com Cristo, ou você pode escolher não acreditar e nem aceitar isso para você.
Deus nos dá o livre arbítrio para fazer essa escolha!
Mas, sempre teremos de escolher... Mesmo quando nos omitimos, acabamos escolhendo!

Caso você decida por Cristo, você pode cantar, orar, conversar com Ele, derramar seu coração, pedir perdão pelos seus pecados e Ele vai te escutar!
E mais do que escutar, Ele vai te perdoar, te lavar e vir estar com você, no seu coração.

Isaías 55.6

“Invocai ao Senhor enquanto está perto, buscai-o enquanto se pode achar”.


Este é o tempo de se achegar a Deus!
Você quer se submeter a Jesus como Seu Senhor e Salvador? Clique aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...