quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Jesus, o Dono do meu Coração...Será mesmo !?

0 comentários
Rascunhos



Tenho prazer em Tua presença
Te ouvir e obedecer
Andar contigo em Teus caminhos
Honrar-te com meu viver

Quero ser santo e agradável
Aos Teus olhos, meu Senhor
Encontra em mim sinceridade
Pra expressar o meu louvor
A Ti, somente a Ti
Governas meu coração
A Ti, somente a Ti
Dedico minha adoração

Que minha vida seja Tua
Por completo, ante a Ti
Que os Teus sonhos sejam os meus
E o meu coração seja o Teu
Eu sou Tua propriedade
Comprado por sangue e amor
Senhor a Ti, somente a Ti
Dedico minha adoração

Construirei um altar em mim
Pra entronizar o Teu nome santo
Estás assentado no Trono
Tu és o dono do meu coração


Essa letra que está escrita acima é tão difícil de viver no nosso dia-dia!

Por vezes, é isso que temos cantado nas canções da igreja, ou até mesmo aquilo que temos pedido ao Senhor em nossas orações...Mas quando somos confrontados com nossas ações, não vemos aquilo que cantamos ou pedimos a Deus insistentemente: "reina em minha vida", "me entrego totalmente", "te ouço, te obedeço, te honro".

Por quê?

Porque vivemos um tempo onde a sensação de dizer ou pedir isso já traz a satisfação que queremos alcançar. O fato de declararmos isso como nosso objetivo já tira o peso de termos que nos tornar o que pedimos ou cantamos.

Vivemos em uma sociedade guiada pelos sentidos e as sensações originadas destes. Cantar essa mensagem emociona, orar por isso faz bem. Mas, sabemos que viver isso gera sacríficio, significa deixar de lado outras coisas que não agradam a Deus, mas nos guiam a outras sensações igualmente boas.

Contudo, a verdadeira mensagem de Cristo não se trata de falácia ou de oração vazia, mas de uma prática de vida renovada.
Jesus deixa isso claro em João 14.21:

"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele".

Jesus não está à procura de pessoas que proclamem uma filosofia, pois disso a sociedade está cheia! A transformação proposta por Jesus é estabelecida através de pessoas que se dispõem a aprender e a praticar, guardar os mandamentos dEle.

E Cristo declara que somente estes, os que praticam seus mandamentos, é que O amam!
Não os que cantam mais bonito ou fazem belas orações, mas os que pagam o preço necessário para viver as mensagens contidas nas canções e nas petições oferecidas a Deus.

E este é o nosso desafio: sermos aqueles que se dispõem, dia a dia, a carregar a Cruz, a negar a si mesmo e viver verdadeiramente o Reino de Deus.
Uma renúncia a boa parte dos valores desta sociedade para viver os valores de uma sociedade celestial, por amor a Jesus, Aquele que nos amou primeiro e tudo entregou por nós!

"...Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me." (Marcos 8.34)

Você quer segui-lo? Para saber mais, clique aqui.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O Meu Foco está em Jesus!

0 comentários
Rascunhos



Onde estão meus olhos?
Onde está o meu coração?
Me acho perdido,
Muitas vezes sem direção

Por mim mesmo,não consigo mudar
Minhas forças estão pra se acabar
Preciso de ajuda
Preciso enxergar

Teu caminho, Teus sonhos
Tuas promessas quero encontrar
Teu chamado, Teu amor
Em tua paz, eu quero viver
Quero olhar em Teus olhos
Em Teus braços, quero descansar
Sentir Teu carinho
Com Tuas asas, vem me abrigar

Os meus olhos, o meu coração
Todo o meu ser
Se volta à Ti, Senhor
O meu foco está em Jesus
O Teu melhor está preparado para mim


Não vou me preocupar
Minha vida, meu futuro é Teu
Tua graça me leva ao altar do Pai


Por vezes, essa é a tônica da nossa vida: perdemos o foco muito facilmente. Voltamos os nossos olhos para coisas que são sem importância e que afastam o nosso coração de Deus.
Porém, quando não estamos firmados no Senhor e na Sua palavra, nos vemos perdidos... Não sabemos para onde ir no meio da escuridão do mundo. Acabamos esgotando nossas forças em uma corrida que não vale a pena!

Porém se decidirmos voltar ao Senhor, Ele nos indicará o caminho que temos de seguir; a Sua paz e amor transbordarão o nosso coração; as Suas promessas e chamado nos motivarão para uma vida cheia de propósito!

Ao colocar o seu foco no Senhor, você será conduzido a um relacionamento íntimo com Ele. O próprio Deus será o seu refúgio em tempos de aflição, o refrigério para os tempos de dificuldades, o descanso em meio a angústia.

Você precisa colocar os seus olhos e todo o seu coração diante do Senhor.
Que o foco da sua vida seja agradá-lo em primeiro lugar. Não há tempo a perder, não há com o que se preocupar...Entregue a sua vida ao Senhor e todas as outras coisas serão acrescentadas.

"Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6.33).

"A ti levanto os meus olhos, ó tu que habitas nos céus." (Salmo 123.1)

Você quer colocar os Seus olhos, o Seu coração no Senhor? Clique aqui.

sábado, 4 de dezembro de 2010

É tempo de Voltar Atrás!

1 comentários
A igreja da Galácia vivia, nos tempos da carta de Paulo, um momento conturbado. Haviam homens pregando que seria necessário ao povo obedecer todos os preceitos descritos na lei para serem justificados dos seus pecados, inclusive passando pelo ritual da circuncisão.

Muitas pessoas que ouviam a pregação desses homens estavam sendo tentadas a deixar o evangelho de Cristo pregado por Paulo e viver debaixo daquilo que a Lei pregava (Gálatas 1.6).

Para impedir o avanço dessa falsa doutrina, Paulo escreve a carta aos gálatas, dizendo que todo aquele que pregasse um falso evangelho deveria ser declarado maldito (Gálatas 1.8) e esclarecendo que o evangelho verdadeiro leva à justificação pela fé em Jesus Cristo e não pelas obras da lei (Gálatas 2.16).

Pela fé em Jesus, somos habilitados a viver uma nova vida, não por nós mesmos,mas através da vida de Cristo em nós (Gálatas 2.20).

No entanto, o tema deste post está relacionado a uma pergunta que o apóstolo Paulo é usado por Deus para fazer aos gálatas, dentro do contexto citado acima, mas que faz muito sentido em certos momentos da nossa vida, em pleno século XXI.

Galátas 5.7

“Corríeis bem; quem vos impediu, para que não obedeçais à verdade?”

Se você parar e refletir sobre a vida, talvez seja capaz de identificar caminhos que esteja trilhando que não são aqueles propostos por Deus para você.
Em algum momento, em alguma ocasião, você saiu da trilha que Deus colocou diante de você e tomou um caminho alternativo... Aparentemente, até paralelo, mas que a cada dia te distanciava mais de Deus e dos Seus sonhos.
Você estagnou na trilha que Deus desenhou e correu rapidamente para um atalho que fugia da vontade de Deus...Decisões que foram tomadas tão rapidamente que é difícil identificar o momento exato em que aconteceram, mas que tem influenciado grandemente a sua vida.

Você deixou de buscar a Deus como sua prioridade, foi estabelecendo outras coisas nos primeiros lugares, até chegar a um estágio onde não existe mais tempo com o Senhor... Quem sabe, você abriu uma brecha em sua santidade e se permitiu saciar um pouco a carne com o que o mundo oferece, mas agora se vê em um lugar totalmente diferente daquele que você ouviu que Deus te conduziria!

Pode ser que o seu problema não seja diretamente no relacionamento com Deus, mas esteja no relacionamento com outras pessoas. Você quebrou relacionamentos com orgulho, arrogância e palavras mal colocadas, porém não foi humilde o suficiente até agora para pedir perdão e se reconciliar... Cresceram dentro do seu coração sentimentos de individualismo e rancor que te conduziram a atitudes que feriram a Deus e ao seu próximo... Quem sabe, feriram não só moralmente, mas fisicamente outras pessoas.

Pode ser que o caminho traçado por você hoje seja bem diferente do que Deus sonhou e colocou no seu coração... Você corria a trilha de Deus tão bem, o que aconteceu?

Talvez, seja melhor você mesmo dizer a Deus o que fez e o que o distanciou dos caminhos que Ele pretendia a seu respeito!
E se faltarem palavras, saiba que Deus está muito mais interessado em um coração arrependido do que em boas explicações.

O Senhor Jesus aguarda por aqueles que decidem retornar ao caminho para abraçá-los e reconciliá-los com Deus.

A Bíblia diz em Hebreus 4.16:

“Cheguemos, pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça,a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.”

E em I João 2.1-2

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.”

É tempo de voltar atrás e se achegar ao trono da graça onde está assentado o Divino Advogado e receber dele misericórdia, graça e perdão para sua vida!
É tempo de voltar atrás para viver os sonhos que Deus tem para você! É hora de acordar e retornar ao Verdadeiro caminho que leva à vida (João 14.6).

Não deixe que o passado te condene, mas siga o conselho do apóstolo Paulo:

“...Esquecendo-me das coisas que atrás ficam e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” (Filipenses 3.13-14).

É tempo de voltar atrás, retornar ao caminho e prosseguir para o alvo que o Senhor propôs a você no início!
Nenhum outro caminho poderá te conduzir àquilo que Deus tem preparado a você!

Basta se achegar a Deus em arrependimento e confessar os seus erros! Ele irá te perdoar e capacitar para uma nova vida!
Você quer fazer isso agora mesmo? Receba mais orientações ao clicar aqui!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Invulnerável?

0 comentários
O ser humano dos tempos modernos e talvez durante toda a história humana, tem a tendência de buscar a invulnerabilidade.
Esse é um dos grandes desafios que as pessoas, até mesmo inconscientemente, tentam alcançar: a capacidade de não se abater com as mazelas ao redor e com aquilo que as afeta diretamente, o nível de autossuficiência que leva a uma boa vida sem a necessidade de ninguém mais, a não ser de si mesmo.

O simples exercício de tentar ser invulnerável nos leva a desenvolver um estilo de vida individualista, onde buscamos em primeiro lugar os nossos interesses, mesmo que seja necessário sacrificar outros para alcançá-los; permitimos que raízes de orgulho se finquem em nosso coração, orgulho esse que nos impede de sermos repreendidos pelo nosso irmão e nos atrapalha de crescermos, pois não podemos de modo algum sacrificar o status quo já conquistado; cultiva o desamor, a impossibilidade de amar, pois o amor nos leva a abaixar a guarda do nosso eu para que outros possam entrar e isso é totalmente contra os “princípios da invulnerabilidade”. Os relacionamentos do candidato a invulnerável só conseguem ser estabelecidos dentro de um contexto de troca e extrema superficialidade.

No entanto, aprendemos com a vida que é impossível alcançar tal estágio. Através dos esforços que fazemos, só conseguimos mascarar a nossa vulnerabilidade.

Quando consultamos a Bíblia, e em especial, a história de Jesus, vemos um homem que através de suas atitudes, pregou algo diferente daquilo que buscamos hoje.
Jesus decidiu ser vulnerável e o seu exemplo nos indica o caminho que devemos seguir:

"De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus,mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens,e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. " (Filipenses 2.5-8)
Jesus, mesmo sendo filho de Deus, esvaziou-se da sua posição de honra para estar conosco, nos ensinar e morrer em nosso lugar, pagando o preço dos nossos pecados.

Enquanto esteve conosco, o Senhor serviu a todos que dele precisaram e mais do que isso, Jesus amou. Vemos o seu amor descrito nas páginas dos Evangelhos e espelhado na íntima compaixão pelos necessitados, nos seus relacionamentos com aqueles que andaram ao seu lado e revelado da maneira mais sublime no sacrifício da cruz.

A vida que Jesus Cristo propõe nos leva a assumir que somos vulneráveis e então, nos abrirmos para servir e amar aqueles que estão ao nosso redor, assim como Ele mesmo fez.

Não é possível amar e servir o próximo de dentro das fortalezas do individualismo, desamor e orgulho que a invulnerabilidade tende a construir.

Precisamos desmontar as muralhas que nos cercam e nos abrir para o amor e serviço. É certo que enfrentaremos decepções e tribulações, mas o Senhor utilizará isso para moldar o nosso caráter a fim de nos fazer mais semelhantes a Ele.

Aprenda a escolher o caminho da vulnerabilidade e seja, a cada dia, mais parecido com Jesus!

Você quer receber a Cristo? Clique aqui!

domingo, 21 de novembro de 2010

O Tempo vai Dizer

0 comentários
Rascunhos


Só o tempo vai dizer
Se a semente semeada
Vai um dia
Florescer

Só o tempo vai dizer
Se valeram a pena
As atitudes que tive
E as que deixei de ter

O tempo vai dizer
Que seguir a Deus
Foi melhor do que andar
Conforme o meu querer

O tempo vai dizer
Que o obedecer
Leva a uma vida além
Do que os olhos podem ver

O tempo vai dizer
Aquilo que hoje não consigo entender
Os anos irão clarear a situação
E então, mais uma vez entoarei a canção

Canção de gratidão, de louvor
Exaltação ao Senhor
O Deus que está sobre todo o tempo
Aquele que tem o passado, o presente e o futuro
Em suas mãos

Contigo, irei entender
Quando chegar o tempo, tu irás me dizer
E mesmo que não me digas
Não haverá como esconder
O que hoje não compreendo
Ao ver Tua face, vislumbrarei

domingo, 24 de outubro de 2010

Indizível Amor, Inexplicável Transação!

0 comentários
Rascunhos



Um caminho
Só um caminho
Para este, só um Mediador
O Cristo

Este sofreu muita dor
Para ligar-nos até o Pai
Mas o seu penoso trabalho
Não foi em vão

O Seu indizível amor
Tocou meu coração
Me vi arrependido
E recebi o Teu perdão

Nada paguei
De graça, recebi
Não é fácil de entender
Em um mundo guiado pela lógica do "merecer"

Em uma inexplicável transação
Recebi, por doação
Uma vida para viver
Muitos sonhos a sonhar

E a certeza de um dia estar com Ele
Eternamente
Grato imensamente
Por entrega de tal modo amorosa
Realizada na cruz
Pelo rei que se doou como servo
Jesus

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. " (João 3.16)

"Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. " ( I Timóteo 2.5)

"Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus..." (I Pedro 3.18)

"A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." (Romanos 10.9)

Você quer receber a Cristo? Clique aqui.

domingo, 17 de outubro de 2010

Seria encurtada a mão do Senhor?

0 comentários
Base bíblica: Números 11:23

“Porém o Senhor disse a Moisés: Seria, pois, encurtada a mão do Senhor?...”.


Atualmente, na maioria das nossas igrejas, não temos visto os sinais e maravilhas que Deus fazia outrora.

Na Bíblia, vemos sinais, milagres e maravilhas em várias épocas, mas parece que muito disso sumiu de nossas vidas e congregações.

Será que a mão do Senhor teria sido encurtada?
Será que, atualmente, não é mais desejo de Deus mover milagres sobre o seu povo?

Através da Palavra de Deus, é possível perceber outra situação: nós não sabemos nos apropriar da herança que Deus nos deu.

Em Lucas 10.19, lemos:

“Eis que vos dou autoridade para pisar serpentes e escorpiões e toda força do inimigo e nada vos fará dano algum”.

Vemos também em Mateus 28.19:

“Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.

Jesus nos deu uma autoridade e uma ordenação.
Ele nos qualificou como Seus embaixadores (2 Co. 5.20) nessa terra, ou seja, Seus representantes, Sua mão para mover milagres e maravilhas ainda maiores do que as que Ele fez e nos enviou para fazer esta obra.

O Senhor está desejoso de fazer os mesmos milagres que fazia antes.
O que falta para isso acontecer?

Deus precisa encontrar corações íntegros e dispostos, pessoas disponíveis e que tomem posse dessa autoridade.

Tudo o que era necessário para fazermos a obra já foi dado, nós apenas precisamos tomar posse.

* Já nos foi dada autoridade (Lucas 10.19);
* Já nos foi dada ordenação (Mateus 28.19);
* Já nos foi dada a Sua capacitação através do Espírito (Atos 2.1-4);
* Já nos foi dada a armadura para a batalha (Efésios 6.11-18).

I Coríntios 4.20
“O reino de Deus não consiste em palavras,mas sim em poder”

Nós somos os canais do poder de Deus nesta terra!
O Senhor quer usar você e a mim para fazer obras maiores do que as feitas por Ele (João 14.12)
Não será pela nossa força ou por nosso poder, mas pelo Seu Espírito. (Zacarias 4.6)

Que o Senhor Jesus encontre as nossas vidas dispostas em Suas mãos, pessoas em quem Ele possa confiar Seus dons e através de quem possa mover Seus milagres para testemunharmos sobre as boas-novas de Cristo por toda a terra.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Coração como Uma Terra Fértil !

0 comentários
Texto-base:Mateus 13.8,23

Na parábola do semeador, Jesus mostra alguns tipos diferentes de coração e a reação desses ao receber a semente da Palavra.
Dentre os vários tipos, Jesus cita um exemplo de coração que dá muito fruto: aquele que é como terra fértil.

Tornar ou manter o nosso coração como uma terra fértil para as sementes da Palavra é um desafio que precisamos enfrentar, pois só assim frutificaremos abundantemente segundo a vontade e os caminhos de Deus.

Existem três características especiais que podemos identificar em um “coração terra fértil” e que precisamos, com a ação do Espírito Santo, desenvolver em nossas vidas.

Sensível para Aprender

Temos de manter um coração “que ouve e compreende a Palavra ” (Mateus 13.23).
Às vezes, nos fechamos ao que Deus quer tratar em nossas vidas e preferimos meditar naquela semente da Palavra que recebemos sendo aplicada na vida do nosso irmão, que “precisa ouvi-la muito mais do que nós”.
Se quisermos ter um coração agradável ao Senhor, devemos atentar ao que Deus tem falado conosco e analisar os nossos comportamentos segundo o que Deus tem ensinado.

Você tem mantido um coração disposto a aprender com as verdades de Deus? Tem confrontado sua vida e seus comportamentos com a direção encontrada na Bíblia?

Humildade para Reconhecer os Erros

Ao analisar os nossos comportamentos segundo o que Deus nos ensina e diz em Sua Palavra, acharemos falhas.

Devemos ser humildes para reconhecer nossas falhas diante de Deus, nos arrependermos e pedirmos perdão.

A Palavra de Deus diz em Provérbios 28.13:

“O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia”.

Não podemos esconder os nossos erros dos olhos de Deus, pois tudo Ele conhece. Precisamos aprender a nos humilhar diante dEle em busca de perdão e mudança em nossas vidas.

Aberto para ser Mudado

Deus, através do Espírito Santo, quer nos moldar á Sua imagem.
Não podemos resistir à obra que Deus quer fazer em nosso coração.

Precisamos permitir que o Espírito Santo trabalhe em nosso interior e devemos colaborar com essa mudança, seguindo o conselho que Deus deu a Josué.

Josué 1.8

“Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito...”


Precisamos meditar na Palavra, pedir a Deus que faça as nossas atitudes agradáveis a Ele e devemos também agir, fugindo da aparência do mal (I Tessalonicenses 5.22) para viver uma vida em santidade, para obedecê-lo.

Quando recebemos a semente da Palavra e estamos sensíveis a aprender sobre a Palavra de Deus, reconhecendo nossos erros e abertos para sermos transformados através da ação do Espírito Santo e da própria Palavra, alcançamos um “coração terra fértil” e as sementes lançadas por Deus encontrarão terreno em nossa vida para frutificar, transformando nossas vidas e influenciando as pessoas ao nosso redor para mais próximo de Deus.

Escolha ter um coração como terra fértil e dê frutos de uma vida segundo Cristo por onde quer que você andar !

domingo, 12 de setembro de 2010

Jacó e o Encontro da Transformação!

0 comentários
Existem certos encontros com Deus que homens e mulheres na Bíblia tiveram e que precisamos ter em nossas vidas.
Outros textos:

Isaías e o Encontro da Sala do Trono

Moisés e o Encontro com a Glória de Deus

Esses encontros transformaram a vida destas pessoas e se nós os tivermos, também seremos marcados e transformados.
Não falo de imitações, pois Deus tem uma forma especial de fazer com cada um. Mas, Ele nos levará a um resultado parecido, para sermos transformados segundo o Seu caráter de acordo com Sua vontade e tempo.

O encontro que estudaremos nesse texto é o Encontro da Transformação.

Gênesis 32.22-30

Jacó estava enfrentando uma situação difícil: teria que enfrentar o seu irmão Esaú, aquele de quem ele comprou a primogenitura por um prato de lentilhas, consumando o ato ao enganar seu pai para receber a bênção.

Aliás, enganador era um dos significados do nome de Jacó (Gênesis 27.36) e este nome era compatível com o seu comportamento.

Jacó era um homem que conhecia a um Deus. O Deus de seu pai, Isaque e de seu avô, Abraão.
Porém, não tinha um relacionamento verdadeiro com Deus. Tanto que ele chega a fazer um pacto com o Senhor em Gênesis 28.20-21: se Deus o abençoasse e o trouxesse de volta à sua terra em segurança, então, o Senhor seria o seu Deus.

Os tempos passaram e Deus manda que Jacó retorne à terra de seu pai. Como seria enfrentar Esaú, de quem havia fugido?

Mas Deus tinha mais para Jacó do que apenas fazê-lo reencontrar-se com o irmão irado. Deus queria encontrá-lo e mudar a sua história!

Jacó obedece à voz de Deus e vai. A medida que caminha em direção a terra de seus pais, envia mensageiros a sua frente, levando presentes ao irmão.
A caravana chega ao vau de Jaboque e neste lugar, Jacó manda que a sua família e tudo quanto tinha passe o ribeiro. Contudo, ele fica. Sozinho.

De repente, aparece um homem desconhecido e ele luta com esse homem durante toda a noite. Quando o homem percebe que não conseguiria vencê-lo, toca na juntura da coxa de Jacó e a desloca.
O homem pede que Jacó o libere, porém Jacó diz que só o soltará se receber a sua benção.

Então, o homem muda o seu nome: de Jacó, o enganador, para Israel, o príncipe que lutou contra os homens, contra Deus e prevaleceu.

Este misterioso homem, que estudiosos dizem ser tipificação de Jesus, muda toda a condenação que havia sobre Jacó: de enganador, ele passa a ser o vencedor.
E uma marca externa daquele encontro foi deixada: Jacó começou a mancar.

A partir dali, Jacó deixou de ser o enganador e passou a ser um dos pais, senão o pai, do povo de Deus. Imagine o tamanho da transformação!

Nós precisamos ter um encontro com Deus que transforme a história das nossas vidas!
O Senhor Jesus quer te encontrar e mudar os seus hábitos e costumes, sua maneira de agir, seus comportamentos mundanos e desagradáveis a Ele.
Ele quer mudar o seu caráter. Se você é mentirosos, Ele quer te fazer verdadeiro; se você é preso a vícios, Ele quer te fazer livre, de pecador quer te transformar em justificado pelo Seu sangue!

Você precisa ter um encontro com Deus que mude o seu caráter, assim como Jacó teve!

Você quer ter um encontro com Deus e receber a Cristo em seu coração? Clique aqui.

domingo, 8 de agosto de 2010

Minha História...E pode ser a sua também!

0 comentários
Daniel, um homem mau
Até com boas intenções,
Porém um tanto quanto carnal

O Eu, acima de todos
Seu interesse nunca poderia ser o segundo
Valia tudo para bem se demonstrar
Por mais mentiras que fossem necessárias declarar

No coração, grandes sonhos
Na vida, nem tantas perspectivas
Ansiava por uma completude que não conseguiu encontrar
Em nenhum lugar onde ousou procurar

Até que um dia, encontrou Cristo
E foi convidado a estar no Seu aprisco
Para viver uma vida diferente
Cheia de certos riscos
Mas com a garantia de terminar vencedor

Contudo, havia uma certa dor:
Precisava morrer...
Para si mesmo
E seu velho jeito de viver

Daniel entendeu que isso não era uma simples história
Também compreendeu a certeza da vitória
E entregou-se sem demora

Deixou a velha vida
Tudo se fez novo
Conheceu a verdadeira alegria
De criatura, foi elevado a filho

E, desde então, prossegue para o alvo
Embora, ainda imperfeito,
A cada dia, mais parecido com Jesus
A fim de refletir a Sua luz
Em meio a um mundo de escuridão.

Essa é minha história e pode ser a sua também!
Precisamos tomar a decisão de deixar nossa velha vida e nos submetermos à Jesus Cristo, para vivermos aquilo que Ele traz, uma vida completa e com propósito:

"...Eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância." (João 10.10b)

Se você quer tomar esta decisão, clique aqui!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Isaías e o Encontro da Sala do Trono

5 comentários
Base bíblica: Isaías 6.1-7

Existem certos encontros com Deus que homens e mulheres na Bíblia tiveram e que precisamos ter em nossas vidas.
Outros textos:

Jacó e o Encontro da Transformação
Moisés e o Encontro com a Glória de Deus

Esses encontros transformaram a vida destas pessoas e se nós os tivermos, também seremos marcados e transformados.
Não falo de imitações, pois Deus tem uma forma especial de fazer com cada um. Mas, Ele nos levará a um resultado parecido, para sermos transformados segundo o Seu caráter de acordo com Sua vontade e tempo.

Nesse texto, falaremos sobre o Encontro da Sala do Trono.

Isaías foi um profeta poderosamente usado nas mãos de Deus, com revelações sobrenaturais da salvação que o Senhor planejava para o Seu povo.
Alguns ousam chamar o seu livro de “Evangelho de Isaías”, em razão das inúmeras referências ao “Maravilhoso Conselheiro, Pai da Eternidade,Príncipe da Paz” (Isaías 9.6).
O livro de Isaías começa, desde o primeiro até o quinto capítulo, com uma série de “Ais” para o povo de Israel.

“Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás” (Isaías 1.4).

“Ai dos que ajuntam casa a casa, reúnem campo a campo, até que não haja mais lugar, e fiquem como únicos moradores no meio da terra!” (Isaías 5.8)

“Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!” (Isaías 5.20).

Todos os “Ais” que constam nesses capítulos se referem ao povo de Israel e aos seus maus comportamentos. Mas a história muda.

Em Isaías 6, encontramos descrita uma visão do profeta. A visão da sala do Trono.
Imagine que visão memorável: ele viu o Senhor assentado num alto trono, no templo, e os serafins enchiam aquele lugar clamando “Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos. Toda terra está cheia da sua glória”.
Então, aquele lugar tremeu e se encheu de fumaça.

Naquele ambiente transbordante da presença de Deus, Isaías se dá conta de quem é, da sua injustiça perante a santidade do Senhor e diz: “Ai de mim,que sou homem de lábios impuros e vivo no meio de um povo que tem impuros lábios e os meus olhos viram o rei” (Isaías 6.5).
Um dos serafins traz uma brasa viva, toca os lábios de Isaías e aquele toque trouxe perdão da parte de Deus para ele.

Precisamos de um encontro na sala do trono com o Senhor para perceber os nossos erros e faltas perante Deus!

Às vezes, nos colocamos em uma posição de julgadores do próximo, exibindo uma falsa justiça em nossas vidas e nem damos conta de que caímos nos mesmos erros de quem estamos julgando.
Temos que ser levados à sala do Trono para entender a nossa limitação e pequenez diante da santidade de Deus e então, reconhecer a nossa dependência e necessidade de mais dEle.
Quando reconhecemos as nossas falhas e necessidade de transformação, o Senhor nos toca e esse toque traz perdão e vida!

Entre na sala do trono, vislumbre a santidade do Senhor, reconheça sua necessidade dEle e o Seu toque virá para trazer renovo!

Você quer ter um encontro com Deus e receber a Cristo em seu coração? Clique aqui.

sábado, 24 de julho de 2010

Um Minuto de Silêncio!

0 comentários
A época em que vivemos nos leva a sempre estar “conectados” em algo. Saímos da frente do computador e sentamos diante da TV. Ao sair de casa, o celular vem junto, nos mantendo ligados na rádio preferida e, no caso dos mais modernos, na caixa de entrada do e-mail. E esse ciclo se repete incessantemente...Isso quando não estamos sintonizados em mais de uma dessas coisas ao mesmo tempo!

Na atual sociedade, parece ser indispensável estar ligado a alguma coisa: ouvindo, assistindo, participando de algo...Em todo tempo. Dá a sensação de que somos produtivos, porém ao final do dia, ao refletir (algo que dificilmente fazemos), notamos que não realizamos tudo o que pretendíamos.

Isso acontece porque não seguimos o exemplo de Jesus.

Constantemente na Bíblia, Jesus Cristo sai do meio da agitação dos discípulos e da multidão para estar a sós com o Senhor, para orar. Ele passava um tempo sozinho diante de Deus, desligado de tudo que O rodeava, a fim de se preocupar apenas com Deus, em falar e ouvi-Lo, ou talvez, simplesmente estar em silêncio.

Ele fazia isso antes de decisões importantes:

“E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus. E, quando já era dia, chamou a si os seus discípulos, e escolheu doze deles, a quem também deu o nome de apóstolos”
(Lucas 6.12-13)

Ele fazia isso após dias de muito trabalho:

E comeram todos, e saciaram-se; e levantaram dos pedaços, que sobejaram, doze alcofas cheias.E os que comeram foram quase cinco mil homens, além das mulheres e crianças.E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão.E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.” (Mateus 14.20-23)

Passou muitos dias sozinho para se fortalecer em Deus:

“Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto...E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites” (Mateus 4.1-2)

Jesus ensina através de suas próprias ações uma lição poderosa: precisamos de tempos de silêncio!

Momentos onde nos desligamos de tudo e todos à nossa volta e nos colocamos apenas diante dEle, talvez em algum lugar secreto, viajando ou em um parque.

Nesses momentos, às vezes, nem oraremos, mas apenas contemplaremos Sua grandeza e majestade, para compreender que apesar de estarmos sós fisicamente e em silêncio, temos um Deus que sempre está conosco e diariamente quer nos orientar, se desligarmos as vozes que o mundo procura colocar em nossas cabeças a fim de abafar a voz dEle.

Nesses momentos de solidão e silêncio, é possível perceber que a força dEle está conosco e que nem é necessário falar, pois Ele sonda e conhece o que iríamos dizer antes mesmo que palavra alguma chegue à nossa boca (Salmo 139.4).

Em silêncio, notamos a grandeza de Deus nos mínimos detalhes e nos Seus inúmeros cuidados para conosco.

Portanto, em meio a uma sociedade agitada e cada vez mais perdida, busque o silêncio fortalecedor e orientador na companhia de Jesus!

Dê-se um...ou melhor, bons minutos (e para os mais ousados, dias) de silêncio!

sábado, 10 de julho de 2010

Oração de um Aprendiz do Mestre

0 comentários
Rascunhos


Intimidade
Contigo quero ter
Ir mais além,
Muito mais fundo conhecer

Sonhar Teus sonhos
Cumprir o Teu querer
Ensina-me, Senhor
Ensina-me

Ensina-me
A entender o Teu amor
A refletir a Tua imagem,
Meu Senhor

Ensina-me a Tua Palavra
Teus caminhos compreender
Ensina-me, Senhor
Ensina-me

Ensina-me
A enxergar como Tu vês
Que a Tua vontade
Também seja o meu querer

Ensina-me a te Amar
Mais que a todos, te honrar
Ensina-me,Senhor
Ensina-me

Ensina-me,Senhor
A viver em Ti
Ensina-me Senhor
Em ti, me deleitar

Dá-me um coração segundo o Teu
Mais profundo quero te buscar
Eis-me aqui,
Ensina-me

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Aproveita Enquanto há Tempo!

0 comentários
Eclesiastes 3.1-8

A palavra de Deus nos diz que para tudo há tempo determinado e há tempo para todo propósito debaixo do céu (Eclesiastes 3.1) : tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de guerra e tempo de paz (Eclesiastes 3.2,4,8).

Ou seja, podemos entender que a vida é marcada por tempos, ciclos de oportunidades que teremos e que são finitos, acabam por passar, se transformar.

Cabe a nós aproveitarmos cada um dos ciclos da nossa vida a fim de não nos arrependermos (ou nos arrependermos menos) no futuro por termos deixado grandes oportunidades passarem.

Um dos grandes erros que cometemos em nossa vida é que gastamos muito tempo colocando no futuro a esperança da conquista de nossa felicidade. Desse modo, não desfrutamos daquilo que se apresenta a nós hoje.

Quando somos crianças, imaginamos a adolescência e as descobertas que este tempo trará; quando chegamos à adolescência, queremos a maioridade e as liberdades que teremos daí em diante; quando adultos, sonhamos em amealhar recursos e encontrar um bom descanso na aposentadoria; e muitas vezes, somente na terceira idade, descobrimos que passamos muito tempo lançando nossa expectativa de felicidade para mais adiante e perdemos vários momentos importantes da corrida da vida que deveriam ser vividos com mais intensidade.

Portanto, apesar de ser importante planejarmos um futuro bom, não devemos deixar de viver o hoje, as possibilidades do ciclo de vida em que estamos, pois essas podem ser únicas dentro do contexto das nossas vidas.
Talvez não tenhamos condições de fazer no futuro aquilo que podemos fazer hoje.

Então, devemos aproveitar enquanto há tempo para tomarmos certas atitudes em nossas vidas, pois estas podem não ser mais viáveis daqui há algum tempo.

Vamos ver algumas atitudes:

Aproveita enquanto há tempo para dar o seu melhor na obra de Deus

Para aqueles que já vivem este ciclo da vida, de servir a Deus e as pessoas que estão ao seu redor. Precisamos aproveitar as oportunidades que temos de servir a Deus e às pessoas, dando o melhor do que temos, pagando o preço necessário para sermos usados pelo Senhor de maneira poderosa!
O profeta Jeremias alerta que precisamos zelar por aquilo que Deus tem confiado em nossas mãos para fazer, pois:

“Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fradulentamente...” (Jeremias 48.10)

Deus não espera que O sirvamos por obrigação, mas que em nós haja a motivação para oferecermos à Ele o nosso melhor dentro do que Ele tem nos dado a fazer, seja pouco ou muito o que o Senhor tem nos confiado.

Aproveita enquanto há tempo para declarar o seu amor às pessoas que estão ao seu redor.

Na correria da vida, às vezes deixamos de demonstrar o quanto as pessoas que nos cercam são importantes para nós.
Pais, cônjuge, filhos, avós, familiares e amigos são parte integrante e necessária da vida de todos, mas esquecemos de fazê-los se sentir importantes ou desconsideramos a necessidade disso.

Não há mais tempo para um bom passeio juntos, não existem mais palavras de apreço, não se tem mais aquela antiga conversa...

Porém, os ciclos da vida passam e essas pessoas não estarão sempre ao nosso lado.
Por isso, aproveita enquanto há tempo e demonstre o seu apreço por aqueles com quem você se importa!

Aproveita enquanto há tempo para restaurar relacionamentos quebrados.

Durante o dia-dia, discutimos e rompemos relacionamentos importantes da nossa vida. Por vezes, tomamos decisões que identificamos não terem sido as melhores e afetam nossas amizades ou outros relacionamentos duradouros.

Siga o conselho de Jesus contido em Mateus 5.23-26: busque consertar a situação enquanto há possibilidade!
Aproveita enquanto há tempo para voltar atrás, restaurar aquilo que foi destruído e corrigir decisões erradas. Pois, depois que o ciclo da nossa vida muda, muitas vezes não há mais condição de corrigir a situação.

Aproveita enquanto há tempo para buscar ao Senhor

Isaías 55.6

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar;invocai-o enquanto está perto”.

Comece a criar hoje um relacionamento íntimo com Ele, busque intimidade, revelação do caráter dEle na sua vida.
Muitas pessoas deixam Jesus de lado e vivem da maneira como bem entendem a tal ponto de não conseguirem mais voltar atrás nos seus caminhos maus.

O tempo de viver a vida de Cristo é hoje!
Aproveita esse tempo, essas oportunidades para se entregar totalmente à Deus!

Em Salmo 90.12, Moisés diz “Ensina-nos a contar os nossos dias,de tal maneira que alcancemos coração sábio”.

Que este seja o clamor do seu coração!

Aproveite o tempo que Deus dá a você hoje e viva intensamente à maneira de Deus, porque nenhum de nós tem o controle do amanhã. Só podemos viver o hoje.

Portanto, aproveita enquanto há tempo!

Você quer receber a Cristo em sua vida? Clique aqui.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Moisés e o Encontro com a Glória de Deus!

3 comentários

Existem certos encontros com Deus que homens e mulheres na Bíblia tiveram e que precisamos ter em nossas vidas.
Outros textos:

Jacó e o Encontro da Transformação 
Isaías e o Encontro da Sala do Trono

Esses encontros transformaram a vida destas pessoas e se nós os tivermos, também seremos marcados e transformados.
Não falo de imitações, pois Deus tem uma forma especial de fazer com cada um. Mas, Ele nos levará a um resultado parecido, para sermos transformados segundo o Seu caráter de acordo com Sua vontade e tempo.

O encontro que estudaremos nesse texto é o Encontro com a Glória de Deus!

Êxodo 33.18-23, Êxodo 34.6-8, Êxodo 34.29-30

Moisés se encontrava na tenda da congregação, pedindo perdão ao Senhor pela idolatria do povo de Israel  que pecou adorando a um bezerro de ouro.
A Bíblia diz que Moisés falava com Deus como a um amigo e Deus o ouvia e o atendia em suas petições.

Nesse ambiente de intimidade, Moisés faz ao Senhor um pedido ousado: ”Rogo-te que me mostres a tua glória”.

O Senhor, então, fala que irá passar sobre Moisés toda a Sua bondade e glória, porém ele não poderá ver a  Sua face, verá apenas as costas.
Moisés deve subir o Monte Sinai, levando tábuas para escrever os mandamentos da Aliança e lá, verá ao Senhor.

Moisés obedece e sobe. O Senhor o colocou em uma penha, cobriu-o com a Sua mão e quando a Sua presença passou, Moisés rendeu louvores e adoração a Deus.
Durante quarenta dias, Moisés esteve com o Senhor no alto do monte Sinai e ao descer de lá, o seu rosto resplandecia com a presença de Deus, de tal forma que Arão e todos os filhos de Israel ficaram assustados e temiam chegar próximo a ele.

Moisés teve um encontro com a glória de Deus e o desejo dEle é também te levar ao encontro de Sua glória! Ele quer te mostrar a Sua bondade, os Seus atributos divinos!
Deus quer te levar a um nível de intimidade com Ele muito maior do que você tem hoje, basta a sua disposição em buscá-lo, em se entregar.

Quando somos levados ao encontro da glória de Deus, não nos lembramos dos nossos pedidos, das nossas necessidades, só conseguimos adorar a grandeza do Seu poder e a Sua majestade.

E quando vemos a glória de Deus, algo novo resplandece em nós. Se não fisicamente, como foi com Moisés, o nosso espírito resplandece o caráter de Cristo, os Seus frutos.

Gastamos muito tempo do nosso relacionamento com Deus pedindo o favor dEle, a provisão, a ação de Suas mãos e pouco nos interessamos pelo Seu caráter, por intimidade, por ouvi-Lo mais. Mal sabemos que essa intimidade com o Senhor é que nos completa, não os favores terrenos que Ele possa nos conceder.

É extremamente necessário entrar nesse lugar de intimidade com Deus frequentemente, onde nada mais importa a não ser a Sua presença; onde as preocupações deste mundo não fazem sentido e a comunhão com Deus traz paz e transformação às nossas vidas.

Você precisa ter um encontro com a glória de Deus!

Quer submeter sua vida a Cristo? Clique aqui.

domingo, 30 de maio de 2010

E se Tudo der Errado?

1 comentários
Algumas perguntas para reflexão:

Como você se sentiria...

- Se nunca casar?
- Se não alcançar o sucesso profissional que almeja?
- Se não acumular os bens e dinheiro que espera para viver com tranqüilidade e, até mesmo, depender de ajuda para sobreviver?
- Se descobrir que tem uma doença grave?
- Se não puder ter filhos?
- Se perder os entes queridos e pessoas que te cercam e ver que está praticamente sozinho?

Como você se sentiria se tudo que planejou der errado?

O que será de você se seus sonhos não se realizarem?

Geralmente, nunca pensamos por esse lado. Somos condicionados a pensar sempre positivamente e isso não é ruim.

Porém, as trilhas da vida não são inofensivas a todos. Muitos homens de Deus viveram e passaram por grandes traumas, perdas e sonhos não realizados.

Como aconteceu com, que perdeu tudo o que tinha amealhado num piscar de olhos...Como os heróis da fé, que segundo Hebreus 11.13, viram as promessas, mas não as receberam em vida.

O problema é que vivemos tempos onde elaboramos nosso projeto de felicidade futura baseados em pessoas que nos cercam, conquistas financeiras, sucesso profissional ou até mesmo ministerial, manutenção da nossa saúde e dos nossos próximos e não levamos em conta que essas variáveis estão fora do nosso controle.

Ou, por vezes, estabelecemos nossa felicidade em grandes presentes que recebemos de Deus e inflamos estas dádivas a ponto de fazer delas um deus próprio, a ponto de temer perdê-los.

Essas atitudes nos conduzem a um estágio de instabilidade: acabamos nunca nos tornando suficientemente felizes, pois sempre falta algo que desejamos conquistar nessa terra ou nos equilibramos dentro de uma felicidade construída com base em elementos mutáveis e que está sempre por um triz.

Ou seja, a luta pela qual a maioria das pessoas trava em busca da felicidade acaba por torná-las mais infelizes.

O único modo de encontrarmos felicidade perene está em estabelecermos Deus como fonte da nossa alegria e satisfação.
Colocarmos o imutável Deus, Aquele que não nos decepciona como fonte do nosso prazer.

Assim como Asafe fez e nos descreve no Salmo 73.25-26:

“A quem tenho eu no céu senão a Ti?E na terra não há quem eu deseje além de ti.A minha carne e o meu coração desfalecem;mas Deus é a fortaleza do meu coração e a minha porção para sempre”.

Quando estabelecemos Jesus como fonte da nossa felicidade, o que temos ou o que nos falta, o que alcançamos ou não alcançamos, não influencia o sentimento que há em nosso coração, pois a partir daí, entendemos que Deus têm nos dado tudo o que precisamos e continuará a cuidar de nós independentemente dos rumos que nossa vida seguir e Ele mesmo tomará as rédeas da nossa vida a fim de nos guiar por caminhos segundo a Sua boa, perfeita e agradável vontade (Romanos 12.2).
Quando Jesus é a fonte da nossa satisfação, todo medo se esvai, porque mesmo que perdermos tudo o que temos nesta terra, Ele nunca nos deixará, de acordo com Mateus 28.20 :

“...E eis que eu estou convosco todos os dias ,até à consumação dos séculos.Amém!”

Analise o seu coração e identifique onde você tem estabelecido sua felicidade. Caso seja necessário, volte atrás, permita que Jesus reine novamente em sua vida e tenha certeza: independentemente dos mares revoltos ao Seu redor, a paz que excede todo o entendimento (Filipenses 4.7) reinará no seu interior!

Você quer receber a Cristo? Clique aqui.

domingo, 16 de maio de 2010

Estrangeiros... Com Um Desafio!

0 comentários
Nós vivemos em um mundo que tenta nos moldar segundo a sua própria imagem. Os comportamentos que a maioria das pessoas têm parecem ser obrigatórios.

As pressões de ordem sexuais, do conceito de moda vigentes, entre outras, são difundidas pelos meios de comunicação e tentam ditar quais são os comportamentos corretos, segundo os conceitos da nossa sociedade corrompida pelo pecado.

Para uma pessoa que decide servir a Deus e viver da maneira como a Bíblia orienta, a pressão que esse mundo impõe pode se tornar bastante opressiva.

Ter comportamentos diferentes da maioria das pessoas é difícil, pois desperta a atenção dos outros e, ao agir de maneira incomum à boa parte das pessoas, os que amam a Deus normalmente são perseguidos, odiados e vítimas de brincadeiras e comentários maldosos.

Mas, precisamos entender a realidade daquilo que somos nessa terra. Quando compreendemos, o confronto do nosso dia-dia faz mais sentido.

Para entendermos, vejamos o que Jesus disse:

“Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia”. João 15.19

Nós somos estrangeiros, vivendo neste mundo!

Vocês conhecem ou conheceram pessoas que vieram de outros países?

Essas pessoas, em geral, possuem costumes e comportamentos diferentes do povo local. Celebram festas diferentes, alimentam-se de maneira diferente, vestem-se com roupas diferentes e, por isso, muitas vezes são incompreendidas e desprezadas pela população local.

Porém, a maioria dessas pessoas, ao viver muito tempo em outra cultura, se acostuma com os comportamentos daquele povo e esquece-se dos costumes de sua terra natal.

Enquanto estrangeiros vivendo nessa terra, temos comportamentos diferentes da maioria das pessoas. As nossas atitudes devem refletir o direcionamento do Rei da nossa pátria, Jesus, e da Sua Palavra.

E Deus nos desafia a não esquecermos da identidade que adquirimos em nossa “terra natal”.

A Palavra de Deus nos orienta em Romanos 12.2: ”Não vos conformeis com este mundo...”

Deus nos desafia a mantermos os comportamentos do nosso reino em meio a este mundo.

No nosso reino, brota “amor, alegria, paz, paciência, benignidade, bondade, fé, mansidão, domínio próprio” (Galátas 5.22)

Invés do egoísmo, existe compaixão e amor ao próximo (Marcos 12.31), a ponto de considerarmos os outros superiores a nós mesmos (Filipenses 2.3).

No nosso reino, a avareza é esquecida e dá lugar à generosidade (Atos 2.45) e todos respeitam as autoridades estabelecidas. (Romanos 13.1)

O Senhor te chama a manter a sua identidade e comportamentos do Reino dos Céus e assim, ser embaixador do Seu Reino onde você vive.

II Coríntios 5.20

“De sorte que somos embaixadores da parte de Cristo, como se Deus por nós rogasse.”

Assuma sua posição: sou estrangeiro, renascido no Reino de Deus e embaixador da Sua mensagem nessa terra!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Não se Curve Ante a Estátua!

0 comentários

Base bíblica: Daniel 3

O rei Nabucodonosor, da Babilônia, levantou uma grande estátua e chamou todos os líderes da nação para participarem da inauguração.

Dentre eles estavam Hananias, Misael e Azarias que tiveram seus nomes mudados para Sadraque, Mesaque e Abede-Nego.

Foi dada uma ordem: quando soassem os sons dos instrumentos, todos aqueles que estavam ali deveriam se prostrar e adorar a estátua que Nabucodonosor havia feito. Quem não se prostrasse, seria jogado dentro da fornalha.

Soaram os instrumentos e todos os presentes se prostraram para adorar a estátua.
Todos mesmo?

Nem todos: os judeus Sadraque, Mesaque e Abede-Nego haviam permanecido de pé.
Sabendo disso, o rei os chamou e perguntou o motivo que os impediu de se prostrarem e quis dar outra chance para eles.

Porém, eles disseram que não se prostrariam a outros deuses e se o rei quisesse jogá-los na fornalha, o Deus que eles serviam podia livrá-los e mesmo que não os livrasse, não voltariam atrás.

O rei, furioso, mandou aumentar sete vezes o calor da fornalha e lançá-los lá dentro.
Eles foram amarrados e lançados. O calor era tão insuportável que os homens encarregados de lançá-los, morreram.

Olhando a fornalha, o rei se espantou, pois notou que havia quatro homens lá dentro sendo que o aspecto de um era “semelhante aos deuses”.

Então, o rei os chamou para fora e todos os líderes se ajuntaram e viram que eles estavam perfeitos, não havia sinal de nada que pudesse ter sido queimado.
Vendo aquele milagre, o rei glorificou a Deus pela salvação dos três e fez um decreto: ninguém poderia blasfemar contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego e também honrou a esses homens, fazendo – os prosperar na Babilônia.

Que lições podemos retirar dessa passagem para as nossas vidas?

1. Não se curve a estátua, seja diferente!

Na nossa vida, enfrentamos e enfrentaremos estátuas diariamente.
Essas estátuas simbolizam tudo aquilo que desagrada a Deus e que o mundo e seus hábitos tentam nos forçar a aceitar.
O mundo tenta nos convencer a desobedecer a Palavra, a concordar e agir conforme os seus costumes.
O mundo tenta fazer com que nos curvemos às estátuas do pecado, da separação de Deus.

Mas Deus nos orienta por outro caminho: sermos diferentes!
Sadraque, Mesaque e Abede-Nego não se curvaram a estátua, pois sabiam que aquilo desagradava a Deus.
Nós também não podemos aceitar aquilo que o mundo quer nos fazer engolir. Precisamos mostrar a diferença de Cristo em nossas vidas!

Deus nos chama para firmarmos posição. Não podemos nos calar perante o pecado, a desobediência a Deus que se estabelece ao nosso redor. Quando temos a oportunidade de falar e mostrar para a pessoa o seu erro e não fazemos, nos tornamos cúmplices do mesmo pecado!

Somos luz do mundo e precisamos nos posicionar em um lugar onde essa luz brilhe sobre todos. (Mateus 5.14-16)

2. Quanto você está disposto a dar pela causa de Cristo?

Por assumirem uma posição diferente das outras pessoas, Sadraque, Mesaque e Abede-Nego tiveram que passar pela fornalha.
Qual é o preço que você se dispõe a pagar para ser luz do mundo, para testemunhar de Jesus, para ser diferente?

Podemos ter que pagar o preço da rejeição, o preço de sermos envergonhados, zombados, perseguidos...
Mas esse preço não é nada comparável ao galardão reservado para nós (Mateus 5.11-12).

A nossa carne não quer sofrer nada, mas à medida que fortalecemos o nosso espírito com o relacionamento pessoal e diário com o Espírito Santo, recebemos capacitação e forças para enfrentar as 'estátuas'.

Deus quer te capacitar para fazer a obra dEle e essa obra tem um preço.
Mas, à medida que você faz a obra, Ele derrama mais e mais poder sobre a sua vida, para que você possa dar mais frutos!

A obra de Deus não consiste apenas em ministérios, trabalhos na igreja. A parte mais importante da obra de Deus é cumprir o Ide, anunciando o evangelho das boas-novas de Cristo e viver uma vida que agrade a Ele em todo tempo.

3. Quando você se dispõe a ser diferente do sistema do mundo, sem se preocupar com o preço a ser pago, Deus te levará a um outro grau de intimidade com Ele, a experiências poderosas em Deus.

Sadraque, Mesaque e Abede-Nego firmaram sua posição de serem diferentes do resto dos líderes e, por isso, foram lançados na fornalha.
Mas, na fornalha, Deus deu a eles uma experiência sobrenatural com o poder dEle!

Ele enviou um anjo, que os estudiosos dizem ser uma aparição de Jesus no Antigo Testamento, e os livrou da morte naquele lugar.

Deus tem experiências sobrenaturais e incomuns para aqueles que estão dispostos a qualquer coisa por amor dEle e da Sua mensagem!

4. Através de você, o nome de Deus será exaltado!

As pessoas viram a salvação que Deus deu aos três homens e o rei, ímpio e desviado dos caminhos do Senhor, exaltou o nome de Deus e fez um decreto impedindo a blasfêmia contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego.

Através da sua posição de diferença, a sua disposição em pagar o preço necessário para testemunhar sobre Jesus, muitos serão alcançados para Cristo e o nome dEle será exaltado!

Mas, tudo isso começou com um compromisso e nas nossas vidas também precisa ser assim!

Daniel 1.5-15

Esses amigos fizeram um compromisso de não se contaminar com os manjares do rei, se propuseram a viver em santidade, serem diferentes!

Temos que fazer o compromisso de não nos contaminar com as coisas desse mundo e escolhermos o caminho de uma vida com princípios diferentes baseados na mensagem de Cristo.
O Senhor irá nos capacitar para honrarmos o Seu nome e a vivermos as nossas vidas diante dEle!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Simplesmente Por Amor!

0 comentários
Rascunhos

Por amor,me atraíste a Ti
Sem questões,sem cobranças
Pela fé,um caminho se abriu
Pra achegar-me em Teus braços

Envolvido em Tua presença estou
Surpreendido por tão grande amor
Nada posso eu fazer
A não ser me render por completo

Àquele que tudo deixou
E Sua vida entregou
Tudo isso fez por amor a um pecador
Sem pecado,Ele viveu
Em nosso lugar,Ele sofreu
Por amor,por amor

"Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós,sendo nós ainda pecadores"(Rm.5.8)
Nada merecíamos, na realidade, éramos um tanto quanto desagradáveis...Mas Jesus deixou o Seu lugar de honra (Fp.2.5-8) e se entregou em nosso lugar, pagando o preço de nossos pecados.

Podemos ser alcançados por esse amor sem a necessidade de nenhum pagamento ou obras , apenas pela fé e confissão no Seu sacríficio. (Ef.2.8)
E assim, recebemos a oportunidade de viver uma nova vida em Cristo Jesus!!

Você quer receber a Cristo?Clique aqui

domingo, 21 de março de 2010

Espelhos da Glória de Deus!

3 comentários
Base bíblica: 2 Coríntios 3.18

“Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.”

O apóstolo Paulo, autor de várias epístolas contidas na Bíblia inclusive 2 Coríntios, é usado por Deus nessa passagem para nos comparar com espelhos.

Qual é a característica especial desse artefato que leva Deus a fazer essa analogia?

O espelho é um aparato que usamos no dia a dia, cuja característica mais especial é a capacidade de reflexão.
Deus nos comparou com espelhos, porque está à procura de pessoas que reflitam a glória dEle nesta terra. Ele quer usar as nossas vidas como instrumento para fazer maravilhas e testemunhar a respeito de Cristo para este mundo!

Em Cristo, vemos uma série de atitudes que glorificavam a Deus e traziam vidas para o Reino.

Por onde Cristo passava, multidões eram alcançadas pelo poder de Deus e viam milagres inexplicáveis: paralíticos andarem, multiplicação de alimentos, doentes há muito tempo serem curados, mortos ressuscitarem (Mateus 9.27-31).
E Jesus, através de Sua Palavra, propôs um novo caminho: Ele é o "Caminho, a Verdade e a Vida " (João 14.6). Todos que estão cansados e oprimidos podem ir até Ele e serão aliviados de suas opressões (Mateus 11.28).

O desafio de Deus é que sejamos espelhos preparados para refletir a vida de Jesus nessa terra, testemunhando a respeito de Seus feitos e sendo usados por Ele para fazer coisas ainda maiores!

Porém, para que o espelho da sua vida reflita eficazmente a imagem de Cristo, é necessário verificar três situações:

1.Precisamos estar com a “cara descoberta”


Para refletir a imagem de Cristo, precisamos estar com o rosto descoberto. É o que diz II Coríntios 3.18.

Se colocarmos um pano sobre o espelho, ele não irá refletir nenhuma imagem. O pano pode até ser bonito e chamar a atenção das pessoas, mas a principal característica do espelho será perdida.

Nós não podemos usar máscaras! Muitas vezes, nos escondemos atrás de máscaras para passar uma imagem que não é real em nossas vidas.
Temos comportamentos que achamos ser corretos na igreja, fingimos que está tudo bem, mas basta que alguém se aproxime um pouco mais para perceber que não há reflexão, há sim imitação.

As pessoas do mundo não querem ver máscaras em nossas vidas. A nossa máscara não pode alterar a vida delas, mas o poder de Deus sim!
Devemos retirar as máscaras e assumirmos as nossas fraquezas diante de Deus.

"E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo."II Coríntios 12.9 )

Deus quer se mostrar forte nas nossas fraquezas! Ele quer que dependamos dEle e o poder para refletir a Sua imagem será derramado sobre as nossas vidas!

2.Precisamos ser “espelhos limpos”

Para refletir plenamente uma imagem, o espelho precisa estar limpo.
Experimente ver seu rosto no espelho do banheiro após tomar aquele banho quente...É impossível!

Normalmente, quando retiramos a máscara, o pano de cima do espelho, encontramos por baixo um espelho sujo .
Nos envolvemos com coisas que desagradam a Deus: amizades erradas, desobediência, inveja, cobiça...

Mas temos um Deus que nos ama e nos perdoa.

"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça."  ( I João 1.9 )

Precisamos nos achegar a esse Deus fiel e justo, confessar os nossos erros e Ele irá nos purificar de todo o pecado.
E a partir daí, precisamos tomar um outro rumo, um outro tipo de comportamento em nossas vidas!

Devemos nos vestir com o novo segundo a imagem de Cristo (Colossenses 3.10,12-17).

3.Precisamos permanecer olhando para Jesus


Em determinados momentos, em tempos de dificuldades ou mesmo quando está tudo bem, deixamos de olhar para Jesus.
Se você tirar o espelho de perto da fonte de luz, ele não conseguirá refletir!
Nós, como bons filhos e que queremos refletir a imagem do Senhor, não podemos nos afastar dEle!

Pelo contrário, precisamos estar sempre em contato com Ele, sendo tocados e ensinados pela Sua presença.
O nosso relacionamento com Deus precisa ser diário...Desenvolvermos uma comunhão com Ele em oração e leitura da Bíblia!

Deus deseja usar as nossas vidas muito mais do que tem usado. Ele quer que a Sua vida esteja em nós, os Seus sonhos, a Sua maneira de ver, de pensar, de agir.
À medida que refletimos a imagem de Cristo, somos transformados e nos tornamos mais parecidos com Ele (II Coríntios 3.18).

Esse deve ser o nosso objetivo: sermos a cada dia mais parecidos com Jesus!
Deus quer te usar como espelho de Sua luz no meio das trevas deste mundo em que vivemos. Na sua casa, na sua rua, entre os seus amigos, a luz de Cristo deve brilhar em você e atrair pessoas para mais perto dEle!

Você quer saber como receber a Cristo? Clique aqui.

sábado, 13 de março de 2010

A Verdadeira Rocha

0 comentários
Rascunhos

Vivemos em um mundo cheio de confrontos e dúvidas; uma sociedade confusa, que corre atrás dos ventos da fama, riquezas e sucesso e nós, enquanto presentes nesse mundo,mas separados para uma pátria celestial,somos tentados a correr em busca dos mesmos objetivos que aqueles que não conhecem a Deus.

Porém, esses valores apresentados pela sociedade são extremamente mutáveis e não são capazes em si de trazer alegria e tranqüilidade aos nossos corações.

O salmista Asafe percebeu isso no salmo 73 e nos versículos 25-26 indicou para onde temos de correr para buscar refúgio:

“A quem tenho nos céus senão a ti? E na terra, nada mais desejo além de estar junto a ti! Embora minha carne e meu coração definhem, Deus é a rocha do meu coração e minha herança para sempre”. (Versão King James)

É no Senhor que encontramos refúgio, alegria e paz para o nosso coração.
Independentemente do que ocorre à nossa volta, do que temos ou não temos, do que somos ou não somos, nEle podemos confiar nossas vidas e saber que Ele nos sustenta (Sl.73.23),nos dirige de acordo com o que O agrada e,no fim,nos acolherá para estamos junto dEle.(Sl.74.24)


Não coloque o seu coração em valores terrenos, busque o eterno e firme sua vida na verdadeira Rocha,que é o Senhor!!

Você quer convidar Cristo a entrar no seu coração? Clique aqui.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Com Todo o Meu Coração te Busquei

0 comentários
Salmo 119.10

“De todo o meu coração te busquei”

O salmo 119 é o capítulo mais longo da Bíblia. Uma grande poesia rendida a Deus, escrito como um acróstico seguindo o alfabeto hebraico, tratando sobre quão importante é buscar ao Senhor e obedecer aos Seus mandamentos.

versículo 10 é muito simples, mas possui uma beleza especial.
O salmista declara para Deus: ”De todo o meu coração, te busquei”.

Podemos associar “De todo o meu coração” à ideia de “Com tudo o que tenho”, “Com tudo o que sou”, “Com meu corpo, minha força” te busquei.
Para buscar a Deus de todo o coração é necessário entrega, deixar as minhas vontades carnais e pretensa sabedoria de lado, colocando tudo diante dEle e debaixo do Seu controle.

Reflita um instante aí: o seu coração está totalmente entregue a Deus ou existem áreas onde você tem assumido o controle por conta própria?

Certas situações, sob o nosso controle, atrapalham de buscar ao Senhor com todo o coração. 
Precisamos lançá-las diante da cruz de Cristo para sejamos tratados e abençoados.

Vejamos algumas:

* Lance sobre a cruz as suas ansiedades 

“Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós” ( I Pedro 5.7 )

Uma das coisas que atrapalha-nos de entregar todo o coração ao Senhor são as ansiedades.

O ansioso está sempre à espera do próximo momento em sua vida e nunca vive o que está acontecendo no tempo presente.
Quando uma pessoa é ansiosa, ela inconscientemente está dizendo que Deus não tem capacidade suficiente para cuidar de todas as suas necessidades e acaba por focar o seu olhar naquele determinado assunto.
Portanto, quando andamos ansiosos não conseguimos dedicar o nosso coração inteiro para Deus!

Lance sobre a cruz todas as situações que te deixam ansioso, confiando que Ele vai cuidar e preparar o melhor para a sua vida, no tempo certo. Ele não se atrasa e nem se adianta!

* Lance sobre a cruz todos os rancores, medos e complexos.

Quando permitimos que algum tipo de rancor ou complexo se estabeleça em nosso coração, abre-se uma porta para que o diabo entre e aja em nossas vidas.
O diabo costuma usar rancores, complexos e medos para impedir que entreguemos tudo o que temos para Deus.
Às vezes, ele nos lembra de alguma decepção em um momento da vida com outra pessoa e diz que Deus também nos decepcionará da mesma forma, ou então ele lança sobre o nosso coração uma série de barreiras para que sejamos intimidados e não tomemos a iniciativa de buscar ao Senhor.

Lance sobre a cruz tudo isso e tome posse da posição que temos em Jesus!
Jesus diz que somos livres nEle!

“Se,pois,o Filho vos libertar, verdadeiramente,sereis livres”João 8.36 )

A Bíblia também diz que Ele é um Pai amoroso e que nada nos separará do Seu amor! Ele não nos decepciona!

“Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus,nosso Senhor.” ( Romanos 8.38-39 )

* Lance sobre a cruz todo tipo de pecado escondido

“Mas as vossas iniqüidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça” ( Isaías 59.2 )

Não há como buscar a Deus com todo o coração havendo algum pecado escondido!
Os pecados endurecem o nosso coração e fazem separação de Deus.
Temos um Deus que espera a todo o momento que cheguemos até Ele, arrependidos e desejosos de perdão, para que Ele nos perdoe e corrija!

Foi na cruz que Ele verteu o Seu sangue para que tivéssemos o perdão dos pecados.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” ( I João 1.9 )

Lance sobre a cruz os seus pecados, aquilo que causa divisão entre você e Deus. A partir do momento que confessamos os nossos pecados, arrependidos, o Senhor perdoa e esquece por completo!

O diabo constantemente lança ciladas para prender e roubar o nosso coração.
Reflita sempre se o seu coração está totalmente entregue a Deus!

Lance sobre a cruz todas as suas ansiedades, seus medos, temores e rancores, seus pecados e deixe o seu coração inteiro para o Senhor. Permita que Ele tome conta de todas as situações da sua vida e você poderá dizer “ Com todo o meu coração te busquei”!

“E seja o vosso coração inteiro para com o Senhor nosso Deus, para andardes nos seus estatutos, e guardardes os seus mandamentos como hoje” ( I Reis 8.61 )

Entregue a sua vida a Cristo! Clique aqui.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Nos Bastidores da Vida

0 comentários
Podemos comparar a vida a um espetáculo.
No teatro da existência, a peça é nossa vida; os amigos, família, pessoas que nos rodeiam são a plateia e lá, no centro do palco, vivemos nossa história.

E aqueles que conhecem a Cristo procuram viver uma história especial: ser obedientes a Ele, seguir o Seu exemplo.

Em todo o teatro, existe uma parte muito importante para o funcionamento de um espetáculo e que é esquecida pelos espectadores normais: os bastidores.

E o teatro da nossa vida também possui bastidores.
Os bastidores são tudo aquilo que fazemos quando as cortinas do espetáculo da  vida estão fechadas para o grande público e nos encontramos sozinhos, preparando a próxima exibição.

Se houvesse a possibilidade das pessoas espiarem o que acontece nos bastidores da sua vida, o que encontrariam?
Qual é o seu comportamento, sua maneira de agir quando ninguém com quem você se importa está olhando?

Por vezes, nos bastidores da vida, no oculto, somos extremamente carnais: invejosos, mentirosos, viciados em drogas, pornografia, adúlteros...Não temos tempo para comunhão com Deus.

Desobedecemos a Ele, mesmo tendo a clara noção de que a nossa atitude é totalmente desagradável aos Seus olhos. Agimos de maneira equivocada e de tão acostumados com o erro, nem nos arrependemos mais.

Porém, quando chega o dia do “espetáculo cristão”, os sábados e domingos de compromissos e responsabilidades na igreja, vestimos o papel da nossa personagem predileto – o crente.
Buscamos a camisa da santidade que está embaixo das fotos indecentes; vestimos as luvas brancas para encobrir as mãos cheias de ações erradas; colocamos o colar dos frutos do Espírito Santo que estavam esquecidos e esmagados pelo barril de inveja, mentira e perversidade do qual tomamos um copo todo dia.

E vamos para o palco.
Alguns são tão bons que tem encenado esse papel há muitos anos e tem conseguido arrancar aplausos efusivos da plateia.

Agimos justamente da maneira como Jesus advertiu seus discípulos a não fazerem: com hipocrisia.

Lucas 12.1

“Ajuntando-se entretanto muitos milhares de pessoas, de sorte que se atropelavam uns aos outros, começou a dizer aos seus discípulos: Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.”

Os fariseus eram assim: mostravam uma boa imagem em público, porém com intenções erradas.
Não estavam agradando a Deus de verdade. O exterior exibia algo que não havia verdadeiramente em seu interior: eram falsos.

O problema principal de agirmos desse modo em nossas vidas é que o convidado especial do nosso espetáculo decidiu não sentar no lugar de honra reservado na plateia, mas Ele pegou a sua cadeira e decidiu sentar-se nos bastidores.

Não há como esconder os bastidores de Deus.
Ele sabe tudo o que você faz, a maneira como você realmente leva a sua vida.

E o padrão de análise de Deus é diferente do utilizado pela plateia.
Deus se importa muito mais com a intenção do seu coração ao fazer algo do que com suas ações propriamente ditas.
Deus está muito mais interessado no seu comportamento sozinho do que naquilo que você faz acompanhado.
Deus está muito mais interessado na maneira como você vive durante a semana do que com suas ações na igreja.

E enquanto o público pode aplaudir mais uma de suas exibições falsas, Deus se enoja, se entristece de ver tamanha hipocrisia.

Porém, Deus é misericordioso e nos faz um apelo.

Confessa os seus erros e deixa!

Provérbios 28.13

“O que encobre as suas transgressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia”.


Confesse os seus erros a Deus, se arrependa do estilo de vida que você tem seguido e deixe os maus caminhos para ter o comportamento que agrada ao Senhor.

Confessar e deixar são duas ações que andam juntas. Para que haja mudança, não basta apenas confessar, é necessário deixar os maus caminhos.
Para que tenhamos forças para deixar o que desagrada a Deus, é necessário se apegar no Senhor e receber capacitação para viver uma vida que agrada a Ele.

Após ter se arrependido do seu erro, o Rei Davi fez um apelo ao Senhor.

Salmo 51.10-11

Cria em mim um coração puro, um espírito reto, não me lances fora da Tua presença, não retires de mim o Teu Santo Espírito, pelo contrário, enche-me e capacita-me a te agradar!

É esse o apelo que devemos fazer a Deus.

O mais interessante é que, após esse pedido, você não precisará mais encenar um papel de santidade no espetáculo da sua vida, você vai incorporar de verdade o papel!
Não será mais necessário simular os frutos do Espírito, eles brotarão em você!

Você viverá a realidade de Deus para a sua vida!

Entregue os bastidores do seu ser ao Senhor e viva totalmente para Ele!

Você quer receber a Cristo em seu coração? Clique aqui!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Foque os sonhos de Deus!

3 comentários
Para aqueles que conhecem a Deus, é até óbvio dizer que Ele tem muitos sonhos a nosso respeito.
Esses sonhos de Deus não estão apenas restritos às áreas espiritual ou ministerial das nossas vidas, o Senhor tem objetivos para nós em todas as situações que a envolvem.

O maior problema que enfrentamos com relação aos sonhos de Deus está no fato de dificilmente conseguirmos focar e entender aquilo que Ele tem preparado a nosso respeito.Por mais que saibamos das verdades descritas na Palavra a respeito da “vontade boa,perfeita e agradável a Deus” (Rm.12.2) e que Ele tem “pensamentos de paz e não de mal,para vos dar o fim que desejais”(Jr.29.11), não sabemos identificar claramente quais são os propósitos de Deus para nós e nem sabemos confiar na suprema sabedoria de Deus em nos guiar pelos melhores caminhos.

O desejo de Deus é que tenhamos nossos olhos voltados diretamente à Ele, aos sonhos dEle a nosso respeito e que colaboremos com Ele para que as promessas se cumpram em nós.

Mas,a nossa insegurança acaba colaborando para a realização do objetivo do nosso inimigo.
Um dos grandes objetivos do diabo é impedir que tenhamos conhecimento e vivamos tudo aquilo que Deus reserva a nós.
E ele usa de todas as suas armadilhas para desviar o nosso foco dos sonhos e vontade de Deus para que não alcancemos o pleno cumprimento do projeto divino na nossa vida.

Na Bíblia, identificamos diversas pessoas que amavam a Deus e passaram por isso.

Vamos perceber, na Bíblia, algumas táticas usadas pelo diabo para desviar o nosso foco e roubar os sonhos de Deus das nossas vidas.

- Mostrar o “mundo” (Mt.4.8-9): Essa foi uma tática que o diabo tentou usar até mesmo com Jesus, que venceu essa tentação, mas que foi uma armadilha para Sansão, um dos juízes de Israel.
O diabo tenta desviar o foco daqueles que amam a Deus atraindo os seus olhares para aquilo que há disponível no sistema mundano e que, por vezes, é apresentado em um caminho mais “fácil” de ser conquistado do que o proposto pelos sonhos de Deus.

Sansão foi um homem constantemente atraído por mulheres que não pertenciam ao povo de Israel. Ele viu aquilo que havia no “mundo” e permitiu ser conquistado por esses caminhos, o que o levou à sua destruição: Dalila, uma mulher que nasceu no povo inimigo, acabou por descobrir o motivo da sua força e o entregou aos líderes do seu povo(Jz.16.1-21).

Não permita que o diabo conquiste seu coração apresentando o “mundo” e os caminhos mais fáceis existentes nele. Foque os sonhos de Deus e descanse na confiança de que Ele te capacitará a vencer quaisquer desafios para a realização daquilo que foi prometido a você!

- Desânimo : Outra grande armadilha que o diabo prende muitos e usa para destruir os sonhos de Deus é o desânimo.
O desânimo é semeado nas nossas vidas através de vários meios: a demora em ver realizado os sonhos de Deus, as perseguições, o cansaço que a corrida da vida traz...
Esse desânimo acaba por levar pessoas que amam a Deus a desistirem dos propósitos que Ele tem para as suas vidas e tomar iniciativas de realização pela sua própria força e pensamento.
I Rs.19.4

O profeta Elias, em razão da perseguição que Jezabel, mulher do rei de Israel, iniciou contra ele, fugiu, e no meio do deserto, desanimado com aquilo que estava acontecendo na sua vida, pediu a morte.
A partir daí, Deus inicia o processo de sucessão do profeta Elias e levanta Eliseu para acompanhá-lo. De certo modo, Elias, desanimado, abdicou dos sonhos que Deus ainda tinha para serem cumpridos na vida dele.

E, muitos de nós, abdicamos do que Deus tem para nós, pois permitimos que a semente do desânimo nasça e produza fruto nas nossas vidas.

Afaste o desânimo do seu coração e foque naquilo que Deus disse que irá fazer por você. Ele é poderoso para,acima das dificuldades,trazer à existência os sonhos dEle na sua vida!

- Murmuração :Murmuração é a atitude de se lastimar, resmungar.
Em geral, o sentimento de desânimo é seguido pela ação da murmuração. Isso é exemplificado no texto de Nm.13 e 14.1-24: o povo de Israel recebeu uma má avaliação a respeito das dificuldades para conquistar a Terra Prometida. Segundo dez dos doze espias, o povo que vivia na terra era formado por gigantes e muito mais fortes do que o exército de Israel poderia vencer.

Esse relatório gerou desânimo e, em seguida, murmuração no meio do povo de Israel (Nm.14.2).
A murmuração é a atitude que o diabo quer que tenhamos a respeito dos sonhos de Deus, pois ela destroi o nosso relacionamento com o Senhor e mata todos os projetos de Deus para a nossa vida.
Quando reclamamos da demora na realização dos projetos de Deus na nossa vida, da dificuldade do caminho, dos problemas enfrentados, perdemos a reverência ao Senhor e permitimos que o diabo aja através de nós mesmos para destruir os sonhos que Deus tem a nosso respeito.

Foi o que aconteceu com o povo de Israel: a murmuração impediu que toda aquela geração entrasse na Terra Prometida (Nm.14.21-23), apenas Calebe e Josué que tiveram uma postura diferente puderam desfrutar do cumprimento dos sonhos de Deus.

Portanto, não seja um murmurador. Coloque as dificuldades que você tem enfrentado no caminho até a realização dos sonhos de Deus diante dEle e foque a sua visão nas promessas que Ele tem colocado em seu coração.

O diabo se utiliza de muitas outras armadilhas para tentar roubar a visão do que Deus quer para nós.

Precisamos resistir ao diabo (Tg.4.7),mantermos o foco nos planos de Deus e confiarmos que Ele é fiel para cumprir tudo o que prometeu!

Foque nos sonhos de Deus e vença as astúcias do diabo.A Terra Prometida vai chegar,muito em breve!

domingo, 17 de janeiro de 2010

Amplie os limites!

0 comentários
Lucas 9.1-17

Jesus enviou os seus apóstolos para pregarem o Reino de Deus em diversas aldeias e deu a eles “virtude e poder sobre todos os demônios, para curarem enfermidades”(Lucas 9.1)

Ao retornarem das missões, os apóstolos regressaram animados, pois Deus havia movido milagres através da vida deles e contaram tudo a Jesus(Lucas 9.6,10).

Então, Jesus se retirou com eles para um deserto, porém as multidões O seguiram para ouvi-Lo e serem curados.

Havia muita gente naquele lugar e os apóstolos, preocupados com o anoitecer, pediram que Jesus despedisse as pessoas para que elas procurassem alimentos e lugar para passar a noite.

Mas, Jesus deu a eles uma ordem diferente: ”Daí-lhes vós de comer!” (Lc.9.13)

Quantas vezes já fomos surpreendidos com o Senhor falando conosco dessa mesma forma?

Ao olharmos certas áreas da nossa vida e analisarmos nossa capacidade, os recursos que temos, concluímos racionalmente que a melhor solução é agir de determinada maneira.

Só que, por vezes, quando submetemos as nossas conclusões a Deus, o pensamento dEle a respeito da nossa decisão é diferente.

Foi isso que aconteceu com os apóstolos: eles analisaram as circunstâncias do momento e concluíram que o melhor a fazer seria despedir o povo, porém Jesus os desafiou a pensar mais alto: Daí-lhes vós de comer!

E este é o tipo de apelo que Deus faz a nós também. Ele nos desafia a ampliar os limites do nosso olhar e perceber os caminhos sobrenaturais que podem se abrir à nossa frente.

Acima das nossas limitações, temos um Deus que sonha conosco e quer nos conduzir e capacitar para realizar estes sonhos!

Contudo, em diversos momentos, limitamos a ação de Deus por não entender quem está ao nosso lado e a dimensão daquilo que Ele pensa a nosso respeito.

Ele tem sobre nós pensamentos de paz...

“Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.”(Jeremias 29.11)

Ele tem pensamentos mais altos do que os nossos...

“Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.”(Isaías 55.9)

Somos desafiados pelo Senhor a levantar nossa cabeça, olhar além e ver que os limites de Deus para nós são extraordinariamente maiores do que imaginamos.

Amplie os limites do seu olhar, veja a perspectiva de Deus e decida viver uma nova realidade de Deus para sua vida!

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Sê Tu uma Bênção!

0 comentários
Gn.12.2

”...E tu serás uma bênção”.

Nós vivemos em uma época em que por onde andarmos,ouviremos falar sobre bênção.Ser abençoados por Deus, receber as Suas promessas, conquistar os nossos desejos materiais.
Com certeza, Deus quer nos abençoar com toda sorte de bênçãos existentes nessa terra, quer nos colocar como cabeça não por cauda, mas Ele tem para nós um caminho ainda mais excelente: ao invés de apenas pedirmos bênçãos, o Senhor nos chama para SERMOS BÊNÇÃOS por onde andarmos.

Na Bíblia, nós temos um exemplo bastante especial: o de José.(Leia Gênesis 39).

Ele foi vendido como escravo pelos seus irmãos e acabou caindo na casa de Potifar, um oficial do Egito.E lá, foi usado por Deus para abençoar aquela casa.Mas, mesmo assim a mulher de Potifar conspirou contra ele e José foi levado preso.
Porém, também na prisão ele foi canal de bênção do Senhor.

Se nós percebermos bem, em nenhum desses momentos fala-se que José foi abençoado.Na verdade, nós vemos algumas situações se desenrolando até contra ele.Mas ele continuou sendo um canal de bênção do Senhor onde esteve.

Por que será?

Porque ele entendeu que “melhor do que receber é dar”:

“... Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber”.(At.20.35).

Ele entendeu que a maior riqueza que ele poderia ajuntar não se baseava nos objetos dessa terra, mas sim no galardão eterno para com Deus.

Deus quer que nós entendamos isso.Melhor do que sermos abençoados é sermos abençoadores.Deus quer levantar uma geração de pessoas mais preocupada em ajuntar riquezas no céu do que nessa terra.

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.” Mateus 6.19-20

Como você pode ser um abençoador?

Servindo!

Ao invés de se preocupar em ser servido, em ser ajudado se preocupe em servir.
Ao invés de gastar tempo imaginando como as pessoas, os lugares não têm sido abençoadores para você, se preocupe em descobrir como ser uma bênção para eles.

Foi assim que José fez: ao contrário de pensar em quantas tragédias assolavam sua vida ou quantos problemas enfrentou, ele se preocupou em ser bênção nos lugares onde estava.
Sirva no lugar onde você está!
Que ao chegar nos lugares,sua presença transmita às pessoas paz,e que o Espírito Santo em sua vida faça com que elas percebam que você é canal de bênção para elas.
Enquanto os discípulos discutiam quem teria o melhor lugar no Reino, Jesus revela:

“Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal; E qualquer que dentre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos. Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos”.Marcos 10.43-45

Se quisermos ser abençoadores, precisamos aprender a servir.

Para servir, utilize aquilo que você tem.

Todos nós temos algo com que podemos abençoar o próximo.

Podemos abençoar:

-Com Recursos financeiros: Use parte do seu dinheiro para abençoar aqueles que estão passando necessidade material ou invista em algum trabalho social, evangelístico entre outros.

-Dividindo Conhecimentos: Podemos abençoar as pessoas com conhecimentos que elas não têm.Por exemplo, você pode ajudar o seu colega de escola ou faculdade a estudar aquela matéria que ele não sabe nada, mas você domina.Ou no trabalho, apoiar os que estão ao seu redor transmitindo o conhecimento e experiência que você tem.

-Com Tempo e Força: Dispondo do seu tempo para investir na vida de um necessitado, de uma pessoa carente de atenção.Usando a sua força para ajudar aqueles que não tem força para fazer as coisas.

E acima de tudo isso, você pode abençoar o seu próximo com as:

-Boas novas sobre Jesus: A maior bênção que pode existir.Deus tomou a iniciativa de ligar o abismo que nos separava dEle,enviou Seu filho Jesus para morrer na cruz em nosso lugar,pagando o preço de nossos pecados.

O mundo em que vivemos nos pressiona pelos valores do “ter”.Para o mundo, você é definido pelo que você tem.Se você tem um carro,uma casa luxuosa, a roupa de marca, o tênis do momento, o celular de última geração, você é definido como uma pessoa de sucesso.

Mas saiba que Deus não irá te recompensar pelo que você conquistou nesse mundo.Você pode ter ajuntado grandes riquezas materiais aqui, mas Deus vai te recompensar pelo tipo de riqueza que você ajuntou junto a Ele.

Ele irá perguntar o que você fez com tudo o que Ele te deu: com o dinheiro, com os talentos, os conhecimentos, com seu tempo, com sua força, com o conhecimento das boas novas a respeito de Jesus.

Que você possa responder e os frutos possam comprovar: Eu fui uma bênção!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...