sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Sobre a Santidade

A nossa vida é formada por decisões e já sabemos bastante a respeito disso.
Decisões que outras pessoas tomam e afetam a nossa vida e, principalmente, decisões que você toma e nenhuma outra pessoa pode decidir em seu lugar.

Existem diversas decisões que precisamos tomar no nosso relacionamento com Deus.
A primeira delas é crer e confessar Jesus como Senhor e Salvador da nossa vida; depois disso, é necessário que diariamente decidamos manter essa decisão, buscando um relacionamento com Ele, em oração e leitura da Bíblia.

Uma outra decisão extremamente importante no nosso relacionamento com Deus é o nosso posicionamento para viver uma vida em santidade.

A decisão por viver em santidade é algo essencial para o desenvolvimento da nossa comunhão com Deus.

Porém, muitos pensam que santidade é algo inalcançável e dolorido demais, uma vida completamente alienada onde não podemos fazer nada; onde receberemos uma “listinha” com o que não podemos fazer e teremos que fugir dessas coisas sem motivo válido.

Mas, na realidade, não é assim.

Santidade é tomar a decisão de viver uma vida separada para Deus, não se contaminando com as coisas que pertencem ao mundo e procurando obedecer a Deus e Sua Palavra, por amor a Ele e aquilo que Ele diz.

Daniel foi levado cativo à Babilônia e decidiu não se contaminar com as comidas que haviam naquele lugar (Daniel 1.1-8)Isso serve como ilustração para a forma como devemos agir.

A Babilônia é o nosso mundo atual, com todas as suas tentações e nós, como servos de Cristo, precisamos decidir nos afastar dos comportamentos e desejos deste mundo para agradarmos a Deus.

Mas, não basta apenas declararmos que queremos viver uma vida em santidade para que as mentiras, a inveja, os desejos carnais e toda sorte de desobediência a Deus tornem-se passado na nossa história.

Sabemos que as coisas não são assim!
E o apóstolo Paulo também sabia!

Em Romanos 7.15-25, o apóstolo Paulo nos diz que aparentemente há uma competição dentro dEle: o seu interior quer seguir a Deus, porém a sua carne tenta agir de maneira desagradável a Deus.

E essa mesma disputa existe dentro de nós.

Não somos capazes de viver uma vida separada para Deus apenas pelas nossas forças!
A nossa simples decisão por santidade não é capaz de nos afastar das maldades deste mundo.
Quando agimos apenas pelas nossas próprias forças para chegarmos à santidade, nos cansamos e no final, acabamos falhando!

É necessária a ação do Espírito de Deus em nossas vidas, cooperando conosco, para nos conduzir às atitudes agradáveis a Ele!

Quando tomamos a decisão de viver em santidade, buscamos mais da presença de Deus e fugimos das tentações que aparecem diariamente, permitimos que o Senhor molde os nossos corações e transforme-nos, dia a dia, em pessoas mais semelhantes a Ele.

O processo de santificação nas nossas vidas,através da ação do Espírito Santo, vai acontecer até o momento de nos encontrarmos com Cristo (Filipenses 1.6).

Ou seja, não existe ninguém na face da terra que seja perfeito.Todos os que servem a Deus ainda passam pelo processo de aperfeiçoamento com o propósito de serem como Cristo.

Por isso, quando o meu irmão em Cristo erra, não posso julgá-lo, antes tenho que apoiá-lo para que Ele se arrependa e se levante em Cristo Jesus, para voltar a agir de modo agradável a Deus.

Devo fazer isso porque eu mesmo estou sujeito ao erro e preciso do meu irmão em Cristo a me apoiar, caso eu falhe.

Mas, para que preciso decidir viver em santidade?

Para alcançarmos o alvo: sermos santos como Ele é (I Pedro 1.14-16)
A nossa decisão por santidade é necessária para que permitamos o trabalhar de Deus nas nossas vidas, nos tornando semelhantes a Cristo.
Este é o alvo que temos de alcançar na nossa trajetória nesta terra: sermos semelhantes a Ele!

Para resplandecermos a vida de Cristo em meio a este mundo (Filipenses 2.15)
O mundo tem necessidade de conhecer a Cristo. E nós somos os instrumentos separados por Deus para isso!
Contudo, o modo de demonstrarmos Cristo ao mundo é através das nossas atitudes e elas só refletirão a imagem de Jesus a partir do momento que decidirmos por santidade e nos abrirmos para o processo de santificação que o Espírito Santo faz em nós. A partir daí, o nosso caráter será moldado à semelhança dEle e as pessoas verão em nós as características de Cristo e serão atraídas ao Senhor através das nossas vidas.

Precisamos decidir trilhar o caminho da santidade todos os dias.

Por vezes, conforme o tempo passa, vamos esquecendo do processo de santificação que Deus ainda tem em nossas vidas e fechamos o coração para a ação do Espírito Santo.

Não é essa a decisão que Deus espera de nós!

Convidar o Senhor a trabalhar em nosso interior e nos ajudar a viver de maneira agradável a Ele.
Escolhermos a vontade de Deus para as nossas vidas e não aquilo que o mundo diz.
Isso é o que devemos decidir todos os dias!

Desse modo, resplandeceremos Cristo no nosso dia-dia e, no dia de Cristo, alcançaremos o alvo que nos está proposto: sermos santos como Ele é!

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, crítica ou sugestão! Ela é valiosa demais para ficar restrita somente a você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...