domingo, 13 de dezembro de 2009

Decisões sob Estresse

Estresse é uma palavra muito ouvida em nossa sociedade.
Segundo o dicionário Aurélio, estresse é “um conjunto de reações do organismo a agressões de origens diversas, capazes de perturbar-lhe o equilíbrio interno”.
A pressão do ambiente em que vivemos, unida com o cansaço físico e mental, deixa-nos estressados.Outras vezes, alguma tragédia ou mudança drástica ao nosso redor, como perder o emprego ou um ente querido, também nos deixa estressados.
O grande problema é que apesar de estarmos estressados, nossa vida continua. E a vida é formada por inúmeras decisões que tomamos.
Desde a mais importante, receber a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, até as mais corriqueiras, as decisões não param de brotar a nossa frente, aguardando a nossa escolha e ação.
E quando estamos estressados, a chance de tomarmos uma decisão prejudicial a nós e desagradável a Deus é muito maior.
Na Bíblia, temos vários exemplos de pessoas que precisaram tomar decisões em momentos estressantes.
Algumas delas foram tomadas precipitadamente, resultando em desgraça e prejuízo; outras decisões, apesar das pressões, acabaram sendo corretas.
Por exemplo, Jonas.Ele foi chamado por Deus para pregar em Nínive, um povo inimigo de Israel e tomou a decisão de fugir, colocando em risco sua própria vida e de outras pessoas.(Jn.1)
Pedro, em meio ao estresse da prisão de Cristo, acabou por negar a Jesus três vezes (Mt. 26.69-75).
Mas, também podemos citar o exemplo de Davi, que teve duas oportunidades seguidas para matar o rei Saul, seu perseguidor, mas mesmo sendo incentivado pelos seus amigos, entendeu que não deveria fazer justiça com as próprias mãos, mas Deus faria por Ele.(I Sm.24 e 26)
O que fez esses homens de Deus tomarem decisões tão diferentes em períodos de estresse?
O que podemos fazer para tomarmos decisões mais acertadas em momentos que estivermos pressionados?
Olhe a Palavra - Precisamos olhar as promessas de Deus, aquilo que Deus tem falado conosco e nos prometido.Nos momentos de estresse, por vezes, queremos tomar decisões rápidas e nos esquecemos de todas as palavras que Deus nos disse.
Assim, acabamos tomando decisões sem nos basear na direção proposta por Deus.
Precisamos manter a Palavra e as promessas bem vivas na nossa memória.Devemos seguir o conselho de Deuteronômio 11.18-20:
“Ponde, pois, estas minhas palavras no vosso coração e na vossa alma, e atai-as por sinal na vossa mão, para que estejam por frontais entre os vossos olhos. E ensinai-as a vossos filhos, falando delas assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te, e levantando-te; E escreve-as nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas;”
A Palavra nos lembra daquilo que Deus tem prometido a nós.E a própria Palavra diz em II Coríntios 1.20:
“Porque todas quantas promessas há de Deus, são nele sim, e por ele o Amém, para glória de Deus por nós”.
Escute - É importante ouvirmos a voz de Deus para tomarmos decisões.Acalmarmos o nosso coração para entender qual é a direção que Deus quer nos conduzir.
Em I Samuel 30, Davi e seus homens retornavam para sua cidade, Ziclague, após terem sido dispensados da batalha pelo rei Aquis, dos filisteus.Eles lutariam contra Israel, porém os príncipes filisteus concordaram que Davi não deveria lutar aquela batalha ao lado dos filisteus.
Ao chegarem a Ziclague, encontram uma cidade em ruínas.Seus filhos e mulheres foram levados cativos.Davi e seus homens, ao verem aquela situação, choram até esgotar as forças(I Sm.30.4).
Em meio a essa situação deprimente, vozes de rebelião se levantam, sugerindo apedrejar a Davi(I Sm.30.6).
Mas, Davi, em meio aquela situação extremamente estressante, decide buscar a direção de Deus sobre o que deveria fazer:

“Disse Davi a Abiatar, o sacerdote, filho de Aimeleque: Traze-me aqui o éfode. E Abiatar trouxe o éfode a Davi.
Então consultou Davi ao Senhor, dizendo: Perseguirei eu a esta tropa? alcançá-la-ei? Respondeu-lhe o Senhor: Persegue-a; porque de certo a alcançarás e tudo recobrarás.”

I Samuel 30.7-8
Assim, devemos fazer também!
Mesmo em meio às dificuldades mais intensas, escutar a direção de Deus para o próximo passo.
Deus tem colocado ao nosso redor pessoas que amam a Ele e que podem nos aconselhar.Em momentos estressantes, acabamos tomando decisões rápidas ou então, ouvindo a opinião de qualquer pessoa ao nosso redor.

Provérbios 24.6
diz: ”Com conselhos prudentes tu farás a guerra; e há vitória na multidão dos conselheiros.”
Portanto, devemos escutar a Deus e aos conselheiros que Ele tem colocado ao nosso redor, pessoas que O amam.
Se olharmos a Palavra de Deus e escutarmos Sua voz e os conselhos de quem Ele colocou ao nosso redor, teremos decisões mais acertadas em todos os momentos, principalmente nos que estivermos estressados.
Por isso, olhe e escute!
Tome a decisão dirigida por Deus.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião, crítica ou sugestão! Ela é valiosa demais para ficar restrita somente a você!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...