domingo, 29 de outubro de 2017

Conselhos de Paulo aos Jovens - Como se Manter Firme nos Últimos Dias?

0 comentários

O apóstolo Paulo enviou duas cartas a Timóteo, um jovem e seu filho na fé, o aconselhando sobre várias situações, desde aquelas que envolviam o dia-dia do ministério quanto às relacionadas com a própria intimidade de seu discípulo.

Esses conselhos que Paulo encaminhou à Timóteo servem para os jovens de todas as épocas.

Estudaremos alguns desses conselhos em vários textos que serão postados aqui no blog com o título de Conselhos de Paulo aos Jovens!

Veja outros textos da série:
Conselhos de Paulo aos Jovens - Tenha cuidado de si Mesmo!
Conselhos de Paulo aos Jovens - Fuja das Doutrinas de Demônios

"Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te."
(2 Timóteo 3.1-5)

Paulo alerta Timóteo para o tipo de caráter que as pessoas terão no fim dos tempos: serão pessoas hedonistas, sem amor e cruéis. Homens e mulheres egoístas, voltados a acumular bens e favores apenas para si mesmos.

O apóstolo alerta também no vs. 5, que muitas dessas pessoas terão "aparência de piedade", ou seja dirão que conhecem a Deus, mas viverão uma prática de vida muito diferente daquela indicada pelo Senhor.

A nós é exigido discernir o tempo que estamos vivendo: será que vemos essas características descritas por Paulo operando ao nosso redor?

O apóstolo completa a sua fala aconselhando Timóteo sobre como agir, frente a esses desvios de caráter que também podem nos rodear.

Ele orienta Timóteo a afastar-se dessas pessoas com comportamentos tão nocivos, especialmente daqueles que dizem conhecer a Cristo, mas andam em um caminho tortuoso (v.5).

Assim deve ser a nossa atitude também!

Essa orientação tem muito sentido, especialmente quando estamos cientes de que os maus comportamentos são transmitidos por osmose. Quando andamos ao lado de pessoas que agem erradamente, é muito fácil capturar essa forma de agir e replicá-la.

Já os bons exemplos, a fim de serem seguidos, geralmente envolvem oração, humildade e dedicação, ou seja são mais trabalhosos!

Esse afastamento não está relacionado à pessoa que pecou, se arrependeu e pediu perdão, mas sim às pessoas que pecaram, foram repreendidas e ensinadas sobre o seu erro, porém mesmo assim fazem a opção de caminhar afastadas dos propósitos do Senhor, sem sinal de arrependimento e transformação.

(Veja Mateus 18.15-17 e 2 Tessalonicenses 3.6;14-15)

Por outro lado, na sequência do texto, o apóstolo Paulo complementa:

"Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu."  (2 Timóteo 3.14)

Às vezes, ao olhar para os lados e ver tantas pessoas agindo conforme seus próprios pensamentos, podemos cair na tentação da comparação e baixar o nível de santidade que Deus estabeleceu como referência para as nossas vidas.

Porém, Paulo aconselha Timóteo a permanecer firme nos compromissos que havia aprendido da palavra do Senhor!

Do mesmo modo, nós devemos viver a vida olhando fixamente para Cristo e não nos deixando levar pelo comportamento das pessoas ao redor. Busquemos na palavra de Deus a orientação para a vida e a sigamos com perseverança!

Desse modo, mesmo em tempos difíceis e de esfriamento espiritual, viveremos o propósito do Senhor e testemunharemos Sua luz no meio da sociedade.

domingo, 15 de outubro de 2017

Como você lê o Momento que te cerca?

0 comentários
2 Crônicas 10

Logo após a morte do rei Salomão,  o povo de Israel procurou pelo rei Roboão, filho de Salomão e recém conduzido ao trono, para entender como se dariam as exigências de trabalho e de pagamento de impostos durante o seu reinado (v. 2-4).

Salomão havia sido um rei muito sábio, mas seus empreendimentos exigiram do povo grande esforço físico e financeiro, levando os israelitas à uma exaustão.

Após ouvir os questionamentos e antes de respondê-los, Roboão procurou conselho entre os sábios idosos, que acompanharam o reinado de seu pai, e os jovens, seus amigos (v. 5-11).

Roboão não ouviu os conselheiros mais velhos, que o aconselharam a diminuir a carga do povo. Ele preferiu o conselho dos jovens, que o orientaram a passar uma imagem de alguém que seria ainda mais duro e exigente que seu pai.

"...Meu pai lhes tornou pesado o jugo; eu o tornarei ainda mais pesado. Meu pai os castigou com simples chicotes; eu os castigarei com chicotes pontiagudos".
(2 Crônicas 10.14)

Diante desse cenário de tamanha incompreensão por parte do rei, o povo de Israel se rebelou contra a dura condição a qual estava submetido.

Em seguida, o reino fragmentou-se: dez tribos seguiram a Jeroboão, enquanto Judá ficou sob o reinado de Roboão, o rei insensato.

Como você tem lido os "momentos" que te cercam?

Às vezes, em variados aspectos da vida, pessoas e situações ao nosso redor estão implorando por uma mudança de postura da nossa parte. A família pede mais atenção; o trabalho pede nova capacitação; o relacionamento com Deus, mais intensidade...

Condições que berram aos ouvidos, pulam diante dos olhos, mas nós não temos dado atenção a esses fatos! Ao invés de ouvir os conselheiros sábios, temos escutado opiniões que não acrescentam; pelo contrário, levarão aquilo que está em nossas mãos a fragmentar-se.

Por vezes, precisamos saber ler o "momento" que nos envolve e perceber que seguir com o mesmo comportamento de outrora não é coerência, é tolice!

Reconsiderar, abrir mão da razão, doar-se mais, fazer renovado esforço, pedir perdão são atitudes sobre as quais não podemos ser orgulhosos, ainda mais se o "momento" nos pede para agir desse modo.

Sejamos mais sábios do que Roboão para não sofrermos as mesmas consequências que ele sofreu.

Cerque-se de conselheiros sábios (não importa a idade!), peça discernimento do Espírito para entender o "momento" ao seu redor e a inteligência para agir de modo correto!
older post
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...